Tandara comemora restrições para atletas trans e web ironiza: 'Vamos falar de dopagem na Olimpíada'

Tandara está suspensa por 4 anos do vôlei (Foto: Angela Weiss/AFP)


A campeã olímpica de vôlei, Tandara Caixeta, comemorou, pelas redes sociais, a decisão da Federação Internacional de Natação (Fina) de restringir a participação de atletas trans em suas competições. Nos comentários, internautas ironizaram o fato de a jogadora estar suspensa por quatro anos por causa do uso de substâncias para melhorar o desempenho físico.

- Como sempre disse, eu não sou contra ninguém, sou contra a injustiça. Essa regra deveria se estender a todos os esportes - postou a jogador, no Instagram.

- Vamos falar de Dopagem na Olimpíada - rebateu uma internauta.

- Não levante essa bandeira. Fique na sua, e vá cuidar do seu processo do doping - aconselhou outros.

Alguns internautas também lembraram de Tifanny, atleta trans que joga no Osasco, mesma equipe defendida por Tandara na Superliga feminina de vôlei.

- Felizmente a Tifanny não teve que conviver essa temporada com você e seu pensamento lamentável - postou um internauta.

- A Tiffany te apoiando no doping que ninguém mais acredita em vc e vc posta isso? - disse outra.

Em minoria, alguns internautas se mostraram favoráveis ao posicionamento da jogadora e enviaram mensagens de apoio.

A decisão da Fina barra atletas transgêneros que desejem atuar pela equipe feminina após passar pela puberdade masculina. Segundo o relatório da entidade, atletas com essa especificidade precisam passar pela transição até os 12 anos de idade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos