Técnico do Vasco lamenta, mas prevê sequência de violência em estádios se não tiver punição exemplar


Depois da derrota do Vasco para a Ponte Preta pela Série B, o técnico interino do Cruz-maltino, Emílio Faro, lamentou a briga entre as torcidas dos clubes nas arquibancadas do Moisés Lucarelli. Para o treinador, esse tipo de confusão é recorrente e seguirá assim enquanto as autoridades não aplicarem uma punição severa.

+ Veja a tabela da Série B e os próximos jogos do Vasco

- Os problemas da sociedade estão se banalizando. Acontece, todo mundo vai comentar, vai acontecer de novo, todo mundo vai comentar e vai acontecer e novo. Nada ocorre que estanque algum tipo de problema. Eu vi que havia uma confusão, não deu para visualizar direito o que estava acontecendo, mas é mais um problema que ocorreu, está banalizado e vamos sempre comentar um problema que é constante. Enquanto não houver alguma punição exemplar vai continuar acontecendo e vamos só comentar - afirmou Emílio.

A briga entre as torcidas de Vasco e Ponte Preta ocorreu no início do primeiro tempo. O time da casa abriu o placar e, logo após, os torcedores começaram a se enfrentar na arquibancada. Por conta disso, o jogo chegou a ficar interrompido por oito minutos.

No próximo sábado o Cruz-Maltino vai encarar o Tombense, em São Januário, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Gigante da Colina permanece na quarta posição da tabela a seis pontos do quinto colocado.

Vasco x Ponte Preta
Vasco x Ponte Preta

Briga entre torcedores no Estádio Moisés Lucarelli (Foto: Reprodução/Premiere)