Técnico do Sub-20 projeta Brasileirão e fala em gratidão ao Flamengo: 'Apostou em mim vindo de um rival'

Mario Jorge está no Flamengo desde 2016 (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)


O Campeonato Brasileiro Sub-20 começa para o Flamengo neste sábado, contra o São Paulo, e o clube conta com uma geração talentosa de nomes como Victor Hugo, Daniel Cabral e Petterson, garotos do Ninho que compartilharam a trajetória desde o Sub-15 com Mario Jorge, que assumiu a categoria neste ano. Em entrevista ao LANCE!, o treinador falou sobre o processo demonstrou gratidão.

+ Joia do Fla vive expectativa pela primeira chance com Paulo Sousa

- O clube apostou em mim mesmo vindo de um rival (Botafogo), e a minha evolução dentro do Flamengo aconteceu de forma gradativa, com bastante paciência, e felizmente fui recompensado com essa oportunidade (de dirigir o Sub-20). Estou muito orgulhoso e espero ter muito sucesso - comentou o técnico, que chegou ao Fla em 2016.

Antes de assumir o Sub-20, em maio após a saída de Fabio Matias, Mario Jorge dirigiu as duas categorias anteriores, conquistando o Brasileiro, a Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil Sub-17, em 2021, a Copa Nike, a Copa Votorantim e o Carioca Sub-15, no ano de 2018.

Com Mario Jorge na área técnica e jovens já conhecidos pela Nação, como Werton e Igor Jesus, o Flamengo recebe o São Paulo neste sábado, às 11h, no Estádio da Gávea. Na primeira fase do Brasileirão Sub-20, os times do Grupo A e Grupo B jogam entre si, em turno único, e os quatro primeiros colocados de cada chave avançam.

MARIO JORGE, TÉCNICO DO SUB-20 DO FLAMENGO, AO LANCE!:

Olhando para a trajetória dentro do clube, qual o sentimento do técnico Mario Jorge às vésperas de estrear no Brasileirão Sub-20:


O sentimento é de orgulho, satisfação, realização, mas acima de tudo, gratidão. O Flamengo valorizou o meu trabalho e me colocou na última categoria de divisões de base do clube, o que foi uma grande realização para mim. Todavia, nunca me coloco numa zona de conforto, e acredito que preciso entregar ainda mais do que entreguei nas outras categorias, onde treinei jogadores de excelente nível.

No Sub-17, o trabalho realizado rendeu títulos e bom futebol no Fla. Diante desse cenário, como lidar com a expectativa para o Sub-20?


Acho que não só os títulos, mas sim todos esses 6, 7 anos de trabalho duro aqui no Flamengo me deram crédito para chegar nesse cargo onde estou hoje. A pressão num clube grande sempre irá existir, mas tenho a expectativa que continuaremos escrevendo a nossa história e buscando feitos maiores.

Lido com essa pressão com muita naturalidade, e apesar de saber que essa camisa pesa muito, estou confiante de que conseguirei entregar tudo aquilo que a direção espera de mim.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos