Técnico do PSG, Galtier minimiza polêmica entre Mbappé e Neymar

Neymar e Mbappé vivem polêmica por conta de cobrança de pênaltis (BERTRAND GUAY / AFP)


Técnico do Paris Saint-Germain, Christophe Galtier comentou nesta sexta-feira a polêmica protagonizada por Mbappé e Neymar nesta semana, após a partida contra o Montpellier. O treinador revelou que está tudo bem dentro do clube e que o problema foi encerrado no dia seguinte do jogo.

+ Carlo Ancelotti, treinador do Real Madrid, revela que Casemiro já definiu seu futuro

- Não há desconforto. Nós nos encontramos rapidamente para resolver as arestas e dizer as coisas um ao outro com clareza. Honestamente, digo que tivemos uma semana muito boa para nos prepararmos para o jogo contra o Lille. Este epifenômeno desapareceu no dia seguinte ao jogo - contou Galtier.

A polêmica entre Mbappé e Neymar começou com o pênalti perdido pelo francês na partida contra o Montpellier, e que, na sequência, o brasileiro foi para a cobrança e converteu, criando uma disputa sobre quem deveria ser o cobrador oficial da equipe. Para Galtier, a prioridade depende de quem está em campo.

- A hierarquia evolui dependendo de quem está em campo. Kylian foi o principal batedor nesta partida contra o Montpellier. Neymar foi o segundo neste caso. Não aconteceu nada naquele pênalti, houve uma discussão e Neymar se sentiu bem em chutar - disse.

+ Ex-Flamengo, Reinier é anunciado por clube espanhol

Galtier ainda reforça que não são somente Mbappé e Neymar que podem cobrar os pênaltis do Paris Saint-Germain. Para ele, Messi e Sergio Ramos também podem ser os batedores da equipe.

- Messi e Ramos também podem cobrar. Você tem que preparar a partida e respeitar o que é decidido com base na partida. Depois, há a situação do jogo e cabe aos jogadores serem inteligentes de acordo com a situação para dar um presente a um companheiro de equipe ou se afastar para dar confiança a ele - revelou o treinador.