Técnico de futebol feminino é denunciado por assédio sexual em Portugal

Técnico é denunciado por assédio sexual em Portugal (Divulgação/Rio Ave)


O treinador do time feminino do Famalicão, Miguel Afonso está sendo acusado pelas atletas do Rio Ave - seu ex-clube - por assédio sexual. De acordo com o jornal português "Público", ele trocou mensagens com jogadoras que tinham entre 18 e 20 anos de idade durante a temporada 2020/21.


Uma das jogadoras do Rio Ave disse ao periódico que o treinador iniciou as conversas perguntando se ela gostava de homens ou mulheres. O técnico também chegou a ser confrontado pelo namorado de uma outra atleta e se desculpou, dizendo que se tratava apenas de uma "brincadeira".

Outra atleta também disse ao jornal português que falou sobre a situação aos pais. Ao tomar conhecimento disso, o treinador a tirou da estreia e rebaixou para as categorias de base.

+ Jornal francês destaca tensão na relação entre Mbappé e Neymar

Depois de atletas do Rio Ave ameaçarem deixar o clube, o treinador foi demitido. Miguel ainda ficou desempregado por pouco tempo antes de ser contratado pelo Famalicão. Pessoas revelaram ao jornal que chegaram a alertar o novo clube sobre a situação. O time respondeu dizendo que o assunto já foi levado ao departamento de futebol feminino e já foi resolvido.

Procurado pelo "Público", o treinador disse ao jornal que nãoi tem conhecimento sobre a situação:

- Não sei onde querem chegar com isso e que tipo de conversas são essas.

A Federação Portuguesa de Futebol divulgou recentemente um novo Regulamento Disciplinar, onde estão previstas punições específicas para casos de assédio sexual a jogadoras.