Técnico do Corinthians feminino fala em 'censura' da Federação Paulista após críticas ao calendário

Caso ocorreu na noite desta quarta-feira (Foto: Reprodução/Instagram)


Treinador do Corinthians feminino, Arthur Elias foi até as redes sociais na manhã desta quinta-feira para denunciar um caso de censura da Federação Paulista de Futebol. O técnico alvinegro concedeu uma entrevista à TV da entidade, antes da partida contra o Palmeiras pelo Paulistão, em que ele criticou o calendário e a organização do campeonato. O trecho da sua fala foi retirado pelo canal.

+ Veja os memes do retorno do Cruzeiro à Série A do Brasileirão

- Conforme já noticiado por alguns veículos de comunicação, antes do jogo (contra o Palmeiras) dei uma entrevista para a TV da Federação Paulista a pedido da mesma e não foi ao ar. Decepcionante. Apenas respondi a pergunta da repórter e dei a minha opinião. Aliás, uma crítica construtiva sobre um assunto que obviamente precisa ser refletido pela Federação. Se trata de algo recorrente e que diminui o próprio Campeonato Paulista. Pesquisem quais jogos estavam no meio das finais do Brasileiro no ano passado e no ano de 2019. Com tantas datas disponíveis ao longo do ano, a Federação pode evitar esses conflitos que atrapalham os clubes de São Paulo no Campeonato Brasileiro. Dediquei muitos anos da minha vida ao futebol feminino e ser censurado foi lamentável - escreveu Arthur no Instagram.

+ CBF divulga calendário do futebol brasileiro para a temporada de 2023

ENTREVISTA POLÊMICA

O técnico do Corinthians decidiu divulgar o trecho que foi retirado pela TV da Federação Paulista. No momento cortado, Arthur Elias foi questionado pela repórter sobre o fato do Timão não ter vencido nenhum clássico nesta edição do Paulistão. O treinador direcionou duras críticas a entidade e a organização do torneio.

- Somos tricampeões dessa competição, então, sempre jogamos para vencer todos os jogos e todos os campeonatos. Esse é o nosso trabalho. Agora, a questão de precisarmos dividir o foco é muito complicada. Porque a Federação Paulista fez uma palhaçada conosco. Acho uma falta de respeito com o clube que apoia e que está investindo forte no futebol feminino há muitos anos - iniciou.

+ Corinthians x Internacional: saiba onde assistir a final do Brasileirão Feminino

O técnico se referia ao fato da sequência de clássicos da equipe que aconteceram paralelamente a reta final do Brasileirão feminino. O Corinthians acabou priorizando o torneio nacional, poupando as principais jogadoras no estadual.

- Se eu seguir no Corinthians no ano que vem e a tabela da Federação Paulista for parecida com essa, vou inscrever apenas jogadoras da categoria de base. Não importa se o campeonato paga um milhão de prêmio, não esse valor que fará esse torneio ser bem organizado - completou.

+ Entenda por que Sócrates, ídolo do Corinthians, foi escolhido para nomear prêmio da Bola de Ouro

RESPOSTAS NAS REDES SOCIAIS

Na sequência dos seus posicionamentos nas redes sociais sobre o caso, Arthur Elias voltou a criticar a ação de corte das suas falas e que não comentará sobre a questão nos próximos dias, tendo em vista a decisão do Campeonato Brasileiro contra o Internacional, no próximo sábado, na Neo Química Arena.

- Tenho muito respeito ao presidente Reinaldo, sempre elogiei sua atenção ao futebol feminino, mesmo respeito a Thais Picarte e também a Cristina, diretora de Competições da federação e a toda diretoria. Sempre me coloquei a disposição para propor ideias para o desenvolvimento do futebol, especialmente das mulheres. Mas a pessoa que tomou a decisão de me censurar não tem esse direito. Ninguém escolhe o que eu vou responder. E não vou mais falar sobre este assunto nos próximos dias. Meu foco agora está totalmente na final do Campeonato Brasileiro, no próximo sábado, onde mais uma vez vou tentar ajudar esse grupo de atletas fantásticas que eu treino e este clube gigante com a maior torcida do Brasil que é o Corinthians - finalizou.