Suspeito de atirar em Leandro Lo, campeão de jiu-jitsu, é preso em São Paulo

Leandro Lo foi morto com um tiro na cabeça em boate paulista (Foto: Reprodução/Instagram Leandro Lo)


O policial militar Henrique Otavio Oliveira, suspeito do assassinato do campeão de jiu-jitsu Leandro Lo, se entregou às autoridades após ter sua prisão decretada pela Justiça. O PM está preso desde o fim da tarde deste domingo. Ele é acusado de atirar no atleta, que teve morte cerebral constatada, segundo o seu advogado.

A Polícia já definiu que o investigado irá direto para um presídio, enquanto a 16ª DP investiga o caso. Henrique Oliveira se entregou após a Justiça decretar sua prisão temporária, pelo período de 30 dias. As informações são do portal UOL.

+ Quem é Leandro Lo, lutador multicampeão que foi baleado e morto em São Paulo

ENTENDA O CASO

Campeão mundial de jiu-jitsu, Leandro Lo se desentendeu com Henrique Oliveira em um show do grupo Pixote, em São Paulo. Após Lo imobilizar o PM por conta de provocações, Oliveira teria se desvencilhado, puxado uma arma e apertado o gatilho. Apenas os amigos do atleta perceberam o ocorrido, por conta do som alto no show.

+ Leandro Lo, campeão mundial de jiu-jítsu, é morto com tiro na cabeça durante show em São Paulo

Segundo amigos do campeão mundial, o autor dos disparos ainda teria chutado a cabeça do lutador duas vezes depois de atirar. Leandro Lo foi levado ao Hospital Municial Dr. Arthur Ribeiro Saboya, mas não resistiu.