STJD remarca julgamento de Nene para quarta; meia pode desfalcar o Vasco contra o Londrina

Nenê foi muito elogiado por Renato Gaúcho após o jogo entre Grêmio e Vasco (Daniel RAMALHO/VASCO)


O Vasco poderá ter um desfalque importante para o duelo decisivo contra o Londrina. Trata-se do meia Nene, que teve seu julgamento remarcado para a próxima quarta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O meia será avaliado pela expulsão no jogo contra a Chapecoense, pela terceira rodada do returno.

+ Alex Teixeira completa 10 jogos desde que retornou ao Vasco, mas busca se firmar e ser consistente

Vale destacar que o jogador foi denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). De acordo com a legislação, este trecho é referente a "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código".

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


A pena está estipulada em suspensão de uma a seis partidas, provas ou equivalentes, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica. Além do meia, o preparador físico Daniel Felix, que também foi expulso na mesma partida, também será julgado.

O Vasco também será julgado na quarta-feira em virtude de uma garrafa arremessada em direção a um dos assistentes da partida. Com isso, o clube pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil, além de poder perder até dez mandos de campo, caso seja punido com base no artigo 213.

+ Da tranquilidade à aproximação dos adversários: os erros do Vasco no returno da Série B do Brasileirão

O julgamento seria realizado no dia 14 de setembro, porém a direção do Gigante da Colina conseguiu confirmar o adiamento. A alegação era de que determinadas denúncias estavam erradas com infrações aos atletas de São Paulo e Fortaleza, que não faziam parte da pauta.

O meio-campista foi expulso aos 42 minutos do segundo tempo do duelo contra os catarinenses, ainda pela 22ª rodada da Série B. Na ocasião, ele cometeu uma falta e acabou levando o vermelho por reclamação. Na súmula, o juiz Douglas Marques das Flores alegou que e o jogador "protestou acintosamente" e proferiu um palavrão.

+ Vasco vai lucrar valor milionário com venda de Allan do Everton para clube dos Emirados Árabes

O Cruz-Maltino entra em campo na quinta-feira, às 21h30, para medir forças com o Londrina, atual quinto colocado, em São Januário. O duelo promete ter casa cheia, visto que todos os ingressos já foram vendidos.