Diretoria do São Paulo sonha com Soteldo e tenta aprovar empréstimos bancários no Conselho

São Paulo mantém o sonho em ter Soteldo com sua camisa (Foto: Reprodução/Instagram @yefersonsoteldo1006)


O Conselho do São Paulo decide na próxima segunda-feira (27) se aprova a realização de pelo menos três empréstimos bancários já feitos pela gestão Julio Casares para ajudar no equilíbrio das contas do clube até o final. Somado, o montante passa os R$ 25 milhões. E pode ajudar o Tricolor a adquirir um sonho antigo para reforçar seu elenco: o venezuelano Soteldo.


A informação foi divulgada primeiramente pelo portal UOL e confirmada ao LANCE! por integrantes da cúpula são-paulina, que não descartam o uso do dinheiro para ir ao mercado atrás de reforços na abertura da janela de transferência, no próximo dia 18 de julho.

A reunião acontecerá às 18h (de Brasília) da próxima segunda-feira e os membros terão até às 17h do dia seguinte para votarem. Os conselheiros analisarão três empréstimos: um de R$ 12,2 milhões com o banco Daycoval, feito em maio e com vencimento para maio de 2025, e dois com o banco Rendimento, de R$ 5 milhões, feito em março e com vencimento para setembro deste ano, e R$ 8 milhões, feito em maio e com vencimento para maio de 2025.

O São Paulo deu como garantia de pagamento ao banco Rendimento os direitos creditórios referentes às contribuições associativas do clube. E no comunicado aos conselheiros, afirmou que o dinheiro ajudará o clube 'no fluxo de caixa'.

Em abril deste ano, o conselho deliberativo aprovou o empréstimo de R$ 20 milhões feito pelo clube com a BTG Pactual, que tinha a mesma finalidade.

O L! apurou, contudo, que o dinheiro poderá ajudar o clube na busca por contratações. Uma das principais na mira do Tricolor é Soteldo. O atacante, ex-Santos, vive inferno astral no Tigres, do México, para onde se transferiu no início do ano. Além dos números fracos (apenas um gol e duas assistências), ele é acusado de indisciplina por não realizar as atividades exigidas na pré-temporada da equipe. E com isso o clube norte-americano aceitaria negociá-lo para ao menos recuperar o investimento feito (cerca de R$ 33 milhões).

Soteldo atende o pedido de Rogério Ceni por uma opção de ataque pelos lados em velocidade e já negociara com o Tricolor no início do ano.

O orçamento do São Paulo para 2022, aprovado pelo conselho deliberativo, prevê a captação de R$ 120 milhões em empréstimos. O estatuto do clube, no entanto, exige que os contratos sejam submetidos à aprovação do órgão. Ao todo, o clube enfrenta uma dívida de aproximadamente R$ 650 milhões.

Até agora, o Tricolor acertou apenas a contratação de Marcos Guilherme para a abertura da janela de transferências. O ex-atacante do próprio São Paulo conseguiu a liberação gratuita do Internacional e chega com contrato de risco, válido até o final do ano apenas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos