Skatistas enaltecem importância do STU ON TOUR para o esporte


As inscrições para o STU ON TOUR 2022 seguem abertas até o dia 23 deste mês. É a segunda edição de um evento inédito no mundo, que tira qualquer skatista da sua zona de conforto, em qualquer parte do Brasil que esteja, bastando enviar um vídeo para ser julgado por uma comissão. É a primeira manobra para tentarem ingressar de vez na realidade deste esporte olímpico.

Augusto Akio e Carla Karolina, dois nomes que já fazem parte desse grupo seleto, e que correm as principais competições pelo país, participaram da edição 2021 e deram seus depoimentos sobre este formato de inclusão. Hoje um dos principais skatistas da nova geração, Japinha fez questão de elogiar não só o formato, mas também toda a estrutura e organização do evento.

- Esse formato é muito importante tanto para os skatistas quanto para o skate. Abre portas de regiões mais afastadas, que sequer tem campeonatos, e pessoas passam a ter a visibilidade que merecem. E basta enviar um vídeo mandando ver na sua linha, tornando viável a chance de se mostrar e, quem sabe, passar a andar com os demais que já estão aí no circuito - afirmou Japinha, campeão na modalidade Park da primeira edição do STU ON TOUR.

- A experiência no On Tour foi muito bacana. Um dos pontos mais interessantes é que tivemos o STU Open Rio na sequência, na mesma semana, na mesma pista, e a competição já serviu de aquecimento para todos, dos ainda pouco conhecidos aos nomes mais badalados. Fora toda a estrutura oferecida para todos, nunca vi nada igual, com hospedagem, transporte e alimentação para os participantes, vindos de várias partes do Brasil. Sensacional - completou.

+ Álbum do Brasileirão 2022 é lançado: veja o antes e depois de veteranos no campeonato

Carla Karolina
Carla Karolina

Carla Karolina, a Karolzinha, ficou em segundo lugar na modalidade Street do STU National de Porto Alegre (Foto: Julio Detefon/STU)

A jovem alagoana Carla Karolina, que no último fim de semana conquistou o segundo lugar na modalidade Street do STU National de Porto Alegre, lembra que o STU ON TOUR foi um divisor de águas nesse seu início de caminhada sobre o skate, um passo fundamental.

- Tive o convite para o STU em 2019, participei, mas não me dei bem. Depois disso, fiquei sem vaga para 2020 e 2021. Até chegar ao Rio através do On Tour e conseguir meu acesso para o STU Open, quando voltei para o circuito principal, que está sendo uma grande alavanca para minha carreira - lembrou.

Quarto lugar no STU ON TOUR 2021, Karolzinha recorda que nada foi fácil para ela, justamente por não ser natural de um grande centro do skate no Brasil. Ela cita como principal incentivador e inspiração o seu pai, Bob, que, mesmo com todas as dificuldades e sem uma pista de qualidade na cidade, conseguiu um local e construiu com as próprias mãos os obstáculos

Quando diz que tem muitos skatistas como referência, pelo estilo das manobras e também pela maneira como tratam as outras pessoas, nunca deixa de citar como principal incentivador e inspiração o seu pai, Bob, que, mesmo com todas as dificuldades e sem uma pista de qualidade na cidade, conseguiu um local e construiu com as próprias mãos os obstáculos, para que a filha pudesse andar e desenvolver o seu skate.

- O STU On Tour é muito importante para a democratização do skate brasileiro. Com apenas um celular e uma conta no TikTok, o skatista de qualquer lugar do Brasil, mesmo daquele lugar mais longe, pode participar e ter a chance de chegar na competição principal, que é o STU Open - finalizou.

+ Saiba quais são os clubes que mais cederam jogadores à Seleção Brasileira em Copas

Entenda como se inscrever e participar

O STU ON TOUR prega um skate sem barreiras, um campeonato ao alcance de todos, totalmente aberto, inclusivo e interativo. Seja na modalidade Park/Bowl ou Street, tem como objetivo criar oportunidades, dar visibilidade e revelar os novos talentos do skate brasileiro de maneira online em qualquer canto do Brasil, sem distinção de idade, profissional ou amador. Para isso, basta uma câmera ou celular na mão e um skate no pé.

A competição começa em um formato digital, onde skatistas gravam uma volta de 45 segundos, postam em seu perfil na plataforma TikTok, de acordo com as regras do evento, e as melhores, eleitas pelo público e por uma comissão técnica especializada, avançam para a grande final que será disputada de forma presencial na FINAL STU ON TOUR Rio de Janeiro, em outubro. E o número de inscrições por categoria é ilimitado.

No masculino, os 32 escolhidos avançam para as classificatórias, sendo que o primeiro colocado vai direto para a semifinal. Ou seja: serão 31 nomes vindos da seletiva lutando por 15 vagas na semifinal, juntando-se àquele que se garantiu automaticamente com a melhor volta. Já no feminino não há a fase classificatória, com 20 skatistas avançando direto para a semifinal, sendo que só a primeira colocada segue para a final presencial direto.

Avançam para a grande final do masculino os oito melhores skatistas da semifinal, que competirão presencialmente no Rio. No feminino também são oito, sendo a que avançou direto da seletiva mais as sete skatistas da semifinal. Só há uma única restrição: entre os homens, quem estiver ranqueado no STU 2022 do 1º ao 16º lugar na sua modalidade, na data de lançamento do início das inscrições do ON TOUR, não poderá participar. Entre as mulheres, a restrição é da 1ª à 8ª colocada do ranking.

Como gravar e enviar seu vídeo? Premiação é atrativo

Para participar da competição os skatistas devem se inscrever pela plataforma Sympla, através do link www.sympla.com.br, e postar seu vídeo de 45 segundos no Tik Tok, gravado em uma pista de Street, Park ou Bowl, marcando o perfil do @skatetotalurbe e usando a #STUontour2022. Aqueles que avançarem da seletiva para a classificatória precisam seguir o mesmo método e ainda enviar o vídeo em alta resolução para o e-mail stuontour@skatetotalurbe.com para validar sua presença nesta fase.

Chegada a fase semifinal, os 16 skatistas no masculino e as 19 skatistas no feminino, no mesmo processo online (o último, visto que a final é presencial), terão que se superar mais uma vez para agradar aos juízes convidados. E aqui o voto popular também fará a diferença na escolha. Lembrando que todos os vídeos têm que ser publicados na vertical, no tempo máximo de 45 segundos, sem cortes ou edições e com som original, sem adição de música. Só serão válidos vídeos postados até 23 de junho.

Skatistas menores de 18 anos só terão sua participação garantida mediante autorização dos pais ou responsáveis, e com os mesmos presentes durante os treinos e competições na fase presencial no Rio de Janeiro. Ao todo, serão distribuídos 130 mil reais, divididos igualitariamente entre as categorias masculina e feminina, com o campeão de cada uma delas embolsando 10 mil reais – a premiação segue até o oitavo lugar.

Na primeira e inédita edição do STU ON TOUR, no ano passado, os campeões foram Virgínia Fortes Águas e Eduardo Neves, no Street, e Raicca Ventura e Augusto Akio, no Park. Como de costume, o evento conta com patrocínio do Banco BV, que apresenta a plataforma STU, e da Monster Energy. E tem como media partner o Tik Tok.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos