Serena Williams planeja aposentadoria após Aberto dos EUA

Serena Williams comemora título em Madri em 2013

(Reuters) - Serena Williams disse nesta terça-feira que está evoluindo para longe do tênis, e planeja se aposentar do esporte que dominou durante grande parte de sua carreira com 23 títulos de Grand Slam após o Aberto dos EUA, que começa no final do mês.

Na segunda-feira, Serena jogou apenas sua segunda partida de simples desde que voltou à ação em Wimbledon em junho, após um ano de ausência, derrotando a espanhola Nuria Párrizas Díaz para chegar à segunda rodada do Aberto de Toronto.

Mas a jogadora de 40 anos disse após a partida que podia ver a luz no fim do túnel do tênis em sua carreira.

"Nunca gostei da palavra aposentadoria", escreveu Serena Williams em um artigo da Vogue.

"Talvez a melhor palavra para descrever o que estou fazendo seja evolução. Estou aqui para dizer que estou evoluindo do tênis para outras coisas que são importantes para mim."

"Há alguns anos, comecei discretamente a Serena Ventures, uma empresa de capital de risco. Logo depois disso, comecei uma família. Quero aumentar essa família", completou.

Serena venceu seu último Grand Slam em 2017 e vem perseguindo uma indescritível 24ª coroa que a colocaria no mesmo nível da australiana Margaret Court, que detém o recorde de maior número de títulos dos principais torneios.

Ela chegou muito perto de alcançar esse feito, participando de quatro grandes finais desde que deu à luz a filha Olympia em 2017.

"Há pessoas que dizem que eu não sou (a maior de todos os tempos) porque não passei o recorde de Court, que ela alcançou antes da 'era aberta' que começou em 1968", disse a ex-número um do mundo Serena, que procurou o conselho de seu amigo Tiger Woods antes de pegar uma raquete novamente nesta primavera.

"Eu estaria mentindo se dissesse que não quero aquele recorde. Obviamente eu quero. Mas no dia a dia, eu realmente não estou pensando nele."

Mais tarde, Serena falou em um post no Instagram sobre a hora de seguir uma “direção diferente”.

"A contagem regressiva começou. Eu tenho que me concentrar em ser mãe, meus objetivos espirituais e finalmente descobrir uma Serena diferente, mas empolgada."

(Reportagem de Shrivathsa Sridhar em Bengaluru)