Serena cai no US Open e se despede das quadras com porta aberta a retorno

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em meio à contagem regressiva para sua despedidas das quadras, como a própria Serena Williams define o atual estágio de sua grandiosa carreira, a americana foi derrotada nesta sexta-feira (2) pela australiana Ajla Tomljanovic por 2 sets a 1, na terceira rodada do US Open, mas não confirmou oficialmente seu adeus do esporte que a consagrou.

Mesmo sem confirmar seu futuro, ela chorou na entrevista pós jogo, ainda na quadra.

"Foi uma jornada incrível", afirmou, em lágrimas. "São lágrimas de felicidade, eu acho. Não sei. E eu não seria Serena se não fosse Venus. Obrigada, Venus", disse.

Questionada se voltaria às quadras um dia, ela disse: "Acho que não, mas nunca se sabe. Não sei."

O Arthur Ashe Stadium, em Nova York, seria um palco perfeito para o adeus. No mesmo local, em 1999, aos 17 anos, norte-americana iniciou o reinado que a fez uma figura icônica do tênis. Foram 23 conquistas de simples na série Grand Slam, que reúne os quatro principais torneios do tênis.