Semana livre para treinar? Nem Ceni lembra a última vez que isso aconteceu no São Paulo

Titulares absolutos, Patrick, Luciano e Calleri terão, enfim, descanso no Tricolor (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


Equipe que mais jogou na temporada do futebol brasileiro, com 65 jogos, o São Paulo se manteve vivo em todas as frentes de disputa que tinha no ano até a última quarta-feira (14), quando deu adeus à Copa do Brasil após perder para o Flamengo. Com isso, às vésperas de decidir a Copa Sul-Americana, o time do técnico Rogério Ceni vai viver uma situação há muito não conhecida pelos lados do Morumbi: uma semana inteira sem jogos.


GALERIA
+ Confira as notas dos jogadores do São Paulo pela atuação na vitória contra o Ceará pelo Brasileirão, segundo a equipe do LANCE!


A equipe volta aos gramados após vencer o Ceará por 2 a 0, no domingo (18), apenas no próximo dia 25 (domingo), às 20h (de Brasília), quando receberá o Avaí, em casa. Ambos os jogos serão válidos pelo Campeonato Brasileiro.

O 'respiro' são-paulino' não para por aí. Depois dos catarinenses, o clube volta a campo só no outro sábado (1º de outubro), às 17h (de Brasília), para o duelo mais importante do ano contra o Independiente del Valle, do Equador, na finalíssima da Sul-Americana, em Córdoba (Argentina).

Serão 14 dias ao todo em que haverão apenas dois deslocamentos: a ida e volta ao país vizinho. Algo inédito no ano.

O Tricolor não dispunha do luxo de ter uma semana inteira só de treinamentos desde o período entre o fim de maio e início de junho. Na ocasião, o time empatou com o Ceará em 2 a 2 no Morumbi no dia 28/5, um sábado, e só voltou a campo no sábado seguinte, dia 4/6, para nova igualdade, desta vez em 1 a 1 , com o Avaí, na Ressacada.

A situação gerou uma situação inusitada na coletiva do técnico Rogério Ceni em Fortaleza (CE), que sequer lembrava a última vez em que isso aconteceu.

- Há quatro meses não temos dois dias livres (de folga) e não temos uma semana inteira livre de treinamentos - sacramentou o comandante tricolor.

Justamente pelo longo período focado apenas em treinos no CT da Barra Funda, às vésperas de uma final, é que Ceni decidiu escalar força máxima para enfrentar o Ceará. Valeu-se dos quatro dias que teve desde o jogo ante o Flamengo, no Rio de Janeiro (RJ).

E justamente por isso a agenda são-paulina será estranhamente vaga nos próximos dias. A equipe folga dois dias e só volta aos trabalhos na quarta-feira (21). Depois do jogo contra o Avaí, mais um descanso na segunda-feira (26) antes de embarcar para a Argentina no dia seguinte.

- É um momento único no ano em que teremos duas semanas inteiras para recuperar esses jogadores e treiná-los. E também graças a Deus não saímos com nenhum lesionado - completou Ceni.

Depois da final em Córdoba, o calendário são-paulino volta a ficar caótico. Já tem jogo contra o Coritiba na segunda-feira (3/10), no Morumbi. O Tricolor tenta adiar a partida. Após nova semana livre entre 9 e 15 e 15 e 23 de outubro (jogos contra Botafogo, Palmeiras e Juventude), a reta final prevê duas semanas de duelos duas vezes por semana até o fim do Brasileirão, em 13 de novembro.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!