Sem Caio, São Paulo vê necessidade de ponta aumentar ainda mais

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Caio sofreu uma ruptura no ligamento do joelho e deve passar por cirurgia (Foto: Divulgação / São Paulo FC)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Nesta terça-feira (14) foi informado que Caio, uma das grandes revelações da base do São Paulo, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito durante jogo da Seleção Sub-20, e agora não deve mais atuar nesta temporada. A cria de Cotia irá passar por uma cirurgia ainda nos próximos dias. Porém, o que preocupa é que o desfalque do jogador limita ainda mais as opções de Rogério Ceni para a posição de ponta.

Galeria
> ATUAÇÕES: Mesmo com pressão, Jandrei salva e Patrick garante vitória do São Paulo

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Semifinalista da Copa São Paulo de Futebol Júnior este ano, a cria da base atuou pela primeira vez como titular no profissional neste ano, quando marcou contra o Ayacucho, pela Sul-Americana.

O jogador de apenas 18 anos chamou atenção de Rogério Ceni e foi elogiado em algumas ocasiões por conta do seu bom desempenho em campo. Porém, o que mais atraia olhares do técnico do Tricolor paulista era o fato do atacante ser capaz de atuar como um ponta de velocidade, uma posição escassa no São Paulo.

Não é de agora que o treinador demonstra que busca mais nomes que possam corresponder a esta necessidade. Na última coletiva de imprensa, após a partida contra o América-MG, Ceni falou sobre e citou os nomes de Caio e Rigoni como principais opções, porém, com ênfase ao garoto da base.

- Caio é nossa alternativa, um garoto que poderia fazer mais um ano de base para estar no profissional. Tem um brilhante futuro pela frente, mas ainda é um pouco cedo. Rigoni não é um velocista, mas é mais rápido. São nossas alternativas - disse.

Porém, com a lesão da cria de Cotia, a situação do treinador se complicou. Ao que tudo indica, por conta da gravidade, praticamente não há chances que o atleta volte ainda nesta temporada.

Isso acende mais ainda o radar de procura para alguma nova contratação. A janela para transferências volta a abrir em julho e o Tricolor deve analisar alguns nomes para esses setores.

Por enquanto, segue com Rigoni, mas podendo também optar por Toró e André Anderson, mesmo com as limitações táticas já citadas por Rogério Ceni também.

O São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira (16), às 16. A partida será válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos