Seleções masculina e feminina de críquete do Brasil fazem jogo-demonstração em São Paulo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Seleção brasileira feminina de críquete, que participará de evento (Foto: Divulgação)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Projeto Cricket Brasil incentiva o crescimento do esporte no país em conjunto com a federação nacional, realizando programas de apoio ao esporte britânico na cidade mineira de Poços de Caldas.
O evento contou com atletas do projeto que seguiram carreira na seleção nacional e realizaram uma demonstração do esporte que vem subindo de posições no ranking mundial, além de criar uma geração de esportistas que começa a conquistar renome internacional na modalidade pouco difundida no Brasil. A apresentação aconteceu na manhã desta sexta-feira (27), no clube SPAC (zona sul de São Paulo), local onde os paulistanos do início dos anos 1900 praticavam o esporte britânico.


O críquete é o segundo esporte mais popular do mundo e vem ganhando cada vez mais espaço entre homens e mulheres no Brasil com o projeto da Cricket Brasil, afiliado da ICC (International Cricket Council, federação que regulamenta o esporte no mundo), que visa incentivar o esporte popular num país onde o futebol tem suas maiores raízes.

A cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais, é o principal centro de fomento ao esporte inglês, que vem cada dia mais se popularizando e ajudando as crianças e jovens a adquirir hábitos esportivos na cidade, tornando a cidade um local onde as crianças jogam mais Cricket, do que futebol, que é a paixão nacional.

O projeto conta atualmente com a participação de aproximadamente 2.400 meninas e 2.700 meninos, espalhados por oito cidades do Brasil (Poços de Caldas/MG, Águas da Prata/SP, São João da Boa Vista/SP, Botelhos/MG, Aguaí/SP, Palmeiral/MG, Gonçalo/MG e Brasília/DF) onde, na maioria das vezes, crianças carentes aprendem as regras do jogo e fazem atividades recreativas do esporte.

O grande objetivo do Cricket Brasil é de que 30 mil crianças e adolescentes façam parte do projeto nos próximos anos, aumentando a visibilidade do esporte no Brasil, tirando as crianças do sedentarismo, e quem sabe, despontando novos atletas que possam servir a Seleção Brasileira.

- Estamos querendo os valores do esporte, como disciplina, respeito e trabalho em conjunto, façam a diferença na vida dessas crianças/adolescentes. Você não precisa ser a melhor do esporte, o importante é aprender o jogo e fazer parte de uma equipe. Nosso esporte é inclusivo e sabemos que todo mundo depende de todos para formar o nosso grupo - disse o inglês Matt Featherstone, ex-atleta profissional no Reino Unido e presidente do Projeto Cricket Brasil.

+ Liga das Nações: Onde assistir e horários do torneio de vôlei

Graças à parceria do Projeto Cricket Brasil com a prefeitura de Poços de Caldas, o esporte é incluído na atividade de 52 escolas públicas do município, fomentando a prática do esporte na cidade onde a Seleção Brasileira faz seus treinamentos.

No ranking mundial da ICC, a Seleção Brasileira masculina aparece na 67ª colocação e a feminina, tendo maior destaque no cenário internacional, está na 28ª colocação entre 104 filiados. As atletas da seleção nacional feminina são profissionalizadas, recebendo salário da Confederação Brasileira de Críquete.

O projeto já começou a revelar atletas que obtiveram destaque internacional. Uma delas é a atleta Laura Cardoso, que conheceu o esporte em 2017 através do projeto pioneiro e já vem despontando internacionalmente após se destacar atuando na Seleção Brasileira.

Laura é uma das brasileiras que atuou pelo Barmy Army, equipe inglesa que disputou um campeonato internacional de críquete, em Dubai, nos Emirados Árabes.

- Comecei no críquete no projeto social em Poços de Caldas, minha cidade natal, em 2017. Após um tempo praticando, nosso professor me deu a oportunidade de evoluir e jogar na Caldense, como acabei me destacando nos treinos e nas partidas, acabei conseguindo ser chamada para a Seleção Nacional, onde eu tenho um contrato para servir o país. Eu não sabia que com o esporte eu poderia ter essa oportunidade de crescer, viajar e conhecer pessoas no mundo. Tem sido um orgulho vestir essa camisa do Brasil e sei que tenho muito o que aprender para me tornar uma atleta melhor, fico muito feliz que há muitas meninas no projeto que se inspiram em mim para serem atletas de críquete - disse Laura.

+ World Trail Races e LANCE! fecham parceria para cobertura das etapas da nova liga de esportes de montanha

Entenda o esporte

O críquete é um esporte que utiliza bola e tacos, cuja origem remonta ao sul da Inglaterra, durante o ano de 1566. Considerado por muitos um esporte parecido com o beisebol e o famoso “taco”, foi inspirado num rudimentar jogo rural medieval chamado stoolball. Foi adotado pela nobreza no século XVII. Sofreu muitas transformações ao longo dos anos até se tornar um desporto bastante admirado no Reino Unido, na Índia e no Paquistão.

No Brasil, ficou conhecido como taco, pela semelhança de nomes costuma ser confundido com o croquet, sendo este um esporte totalmente diferente.

Jogam onze atletas de cada lado. Os movimentos principais passam-se numa faixa retangular de 20 metros de comprimento, no centro do campo, onde a bola (de cortiça e couro) chega a velocidade de 150 km/h. Ela é lançada pelo arremessador contra o alvo do adversário (três varetas fincadas no solo, chamadas “stumps”, cujo conjunto é conhecido como wicket), defendido pelo rebatedor. O rebatedor pode rebater a bola e então correr entre duas áreas no campo para marcar corridas (pontos), mas pode ser eliminado se o alvo numa área for tocado pela bola e o rebatedor não estiver presente nessa zona.

No início, as partidas de críquete podiam durar até dez dias. Hoje, a maioria dos jogos é disputada com dois tempos (as partidas duram cerca de 2 a 5 horas).

+ 500 milhas de Indianapolis: onde assistir e horário da corrida

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos