Seis meses após primeiro treino, Vítor Pereira pode encontrar ‘time-base’ no Corinthians

Vítor durante treino do Timão no CT Joaquim Grava (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)


Neste domingo (28), o técnico Vítor Pereira completa seis meses do seu primeiro treinamento como treinador do Corinthians. Anunciado em 23 de fevereiro, o português comandou a sua primeira atividade no CT Joaquim Grava no dia 28 do mesmo mês.

GALERIA - Quem é melhor: Flu ou Timão? Veja votação feita pelo L!

Ao longo desse período, o técnico português conheceu a dura realidade do calendário brasileiro, e se viu obrigado a introduzir o rodízio no elenco, para preservar fisicamente seus jogadores. Até este momento da temporada, a escolha do lusitano se provou um sucesso, tendo em vista que o clube alvinegro está no G4 do Brasileirão e na semifinal da Copa do Brasil.

180 dias depois de sua primeira atividade no CT Joaquim Grava, o calendário finalmente deu um respiro a Vítor, que terá a possibilidade de fazer menos treinos regenerativos e aplicar mais treinos táticos, visando ajustar algumas deficiências e deixar o Timão cada vez mais com o seu DNA.

Nos próximos 19 dias, o Corinthians realizará quatro jogos, sendo três pelo Brasileirão e um pela Copa do Brasil (duelo de volta contra o Fluminense). Desses, três serão na Neo Química Arena, e o Majestoso contra o São Paulo será disputado no Morumbi.

TABELA - Timão tem chance de título brasileiro? Simule o Brasileirão

Não apenas Vítor Pereira terá, em média, cinco dias livres no CT para aplicar treinos ao elenco corintiano, como um grupo menos cansado em decorrência da permanência em São Paulo, ao invés de longas viagens pelo país.

A ‘folga’ no calendário também pode abrir margem para o treinador trabalhar mais com a escalação que vem se provando um sucesso. Contra Atlético-GO e Fluminense, na Copa do Brasil, ele escalou o time com: Cássio; Fagner, Gil, Balbuena e Fábio Santos; Du Queiroz, Fausto Vera e Renato Augusto; Adson; Yuri Alberto e Róger Guedes.

Embora esse onze inicial tenha apresentado algumas falhas, as principais individualidades do elenco tiveram suas qualidades técnicas ressaltadas e cresceram de produção, como Gil, Fausto Vera, Renato Augusto, Yuri Alberto e Róger Guedes.

O treinador admitiu que a possibilidade de um ‘time-base’ só poderia acontecer com mais espaços entre os jogos e tempo de trabalho, e finalmente Vítor Pereira terá o que sempre pediu.

Para o duelo contra o Red Bull Bragantino, na segunda-feira (29), o treinador já teve dois dias de treino, e finalizará a preparação neste domingo. A equipe está 11 pontos atrás do líder Palmeiras.