Santos terá dois jogos seguidos na Vila para decidir temporada e planejar 2023

Orlando Ribeiro prepara o Santos para duelos contra equipes do Z4 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)


O Santos terá uma sequência de dois jogos na Vila Belmiro, contra o Atlético-MG, no dia próximo dia 5, e contra o Juventude, na próxima segunda-feira, dia 10 de outubro.

O Peixe ocupa a 11ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos conquistados. Na tabela, Fortaleza e Botafogo, que estão na frente do Peixe, possuem a mesma pontuação, mas no critério de desempate, ocupam a 9ª e a 10ª colocação.

E os dois jogos na Vila Belmiro podem ajudar o Alvinegro Praiano a "resolver" sua vida no torneio nacional e dedicar-se, pelo menos fora do campo, unicamente a próxima temporada. Isso porque, com duas vitórias, o Peixe se aproxima dos 45 pontos, números 'mágicos' para eliminar qualquer chance de rebaixamento.

Vale lembrar que a luta por uma vaga na Copa Libertadores ficou mais difícil com a derrota do São Paulo na final da Sul-Americana. O título da equipe equatoriana acaba com a possibilidade de o Brasil ter nove representantes na Copa Libertadores de 2023.

Sem técnico desde a demissão de Lisca, no dia 12 de setembro, o Peixe vai manter Orlando Ribeiro pelo menos até o final da temporada. A equipe também não tem um executivo de futebol, que deixou o clube no dia 18 de agosto. Desde então, o presidente Andres Rueda assumiu o comando.

A diretoria do Alvinegro Praiano procura, mas ainda não encontrou um treinador. O primeiro a recusar foi Sebastián Beccacece, que vai esperar o término da Copa para decidir. Outro profissional procurado pelo presidente Andres Rueda foi Mauricio Pellegrino. As negociações esfriaram nos últimos dias.

O último a recusar foi Marcelo Bielsa. Após algumas conversas com o clube, o treinador decidiu encerrar as negociações. Com a recusa do treinador argentino, a tendência é que Orlando Ribeiro seja mantido pelo menos até o final da temporada. Após o duelo contra o Athletico, porém, desconversou.

O Peixe pensa em um executivo para iniciar o planejamento em 2023. O Alvinegro lidou recusas de Emerson Leão e o veto do Comitê de Gestão a Vanderlei Luxemburgo, que queria ser técnico.