Santos tem dias livres para arrumar a casa e planejar 2023

O presidente Andres Rueda tem semana decisiva no Santos (FOTO: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)


O Santos terá dias importantes até o próximo confronto da equipe, contra o Athletico-PR, na Vila Belmiro, na terça-feira (27), em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro.

A gestão liderada pelo presidente Andres Rueda tem a missão de definir dois membros do Departamento de Futebol: o técnico e o executivo de futebol. Antes ocupados por Lisca, que pediu para sair, e Newton Drummond, demitido, o clube precisa ocupar essas vagas para pensar em 2023.

Com questões financeiras resolvidas, Rueda decidiu ser mais presente no departamento de futebol e, por essa razão, passou a estar CT Rei Pelé. As negociações para reforços neste segundo semestre foram todas concluídas pelo presidente. Mas, tempos depois, Rueda voltou atrás e decidiu contratar um novo executivo.

Até então, o Santos lidou com duas negociações fracassadas para o cargo: Emerson Leão recusou o convite em razão do atual momento de sua vida, que passa por reconstrução. O Peixe chegou a ficar próximo de Vanderlei Luxemburgo, mas o desejo de ser técnico fez o Comitê de Gestão do clube vetar o profissional.

Para o comando técnico da equipe, a diretoria santista pensou em Sebastián Beccacece, argentino de 41 anos para o cargo. O treinador, porém, não pretende assumir trabalhos até o final da Copa do Mundo. Além disso, ele prefere assumiu compromissos no começo de cada temporada para participar da montagem do elenco e pré-temporada

A diretoria do Peixe via com bons olhos a chegada de Beccacece por ser um treinador que gosta de ter a bola, sabe trabalhar com jovens atletas e respeita características dos clubes. Ele é um dos discípulos de Jorge Sampaoli, ex-treinador do Santos.

Enquanto não acerta com os profissionais, o técnico Orlando Ribeiro é o nome da vez. Ele comandou a equipe na derrota para o Palmeiras por 1 a 0. O treinador está no comando do Sub-20 desde o início do ano. Pela categoria o profissional soma 29 jogos, com 20 vitórias, 2 empates e 7 derrotas. São 76 gols marcados e 28 gols sofridos.

Na 11ª colocação do Campeonato Brasileiro com 34 pontos, o Santos perdeu as últimas três partidas, diante Goiás, Ceará e Palmeiras. A última vez que o Peixe havia sofrido três derrotas seguidas havia acontecido entre o final de agosto e início de setembro da temporada passada.