Santos repudia invasão da Vila Belmiro e anuncia medidas contra envolvidos

Santos foi punido pelo STJD por invasão de campo (Reprodução de vídeo / Gabriel Teles / LANCE!)


O Santos lamentou, repudiou e anunciou que já está tomando providências sobre o caso de violência no clássico contra o Corinthians, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (13). O Peixe venceu a partida por 1 a 0, mas foi eliminado pelo rival devido ao placar agregado de 4 a 1.

+ Santos põe cifra de R$ 378 milhões para garoto: veja os valores das multas rescisórias de 27 joias do futebol brasileiro

Após o término do jogo, alguns rojões foram atirados em campo. O goleiro Cássio, do Corinthians, chegou a aplaudir ironicamente a atitude dos torcedores. Após isso, um torcedor atravessou a segurança da Vila e tentou acertar um chute no arqueiro. Outros torcedores chegaram a invadir o campo, gerando um grande tumulto.

Antes do término do jogo, a partida tinha sido interrompida pelo árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima por uso de sinalizadores. No final, os jogadores do Corinthians correram para o vestiário, enquanto os santistas aguardaram uns minutos para, em seguida, deixarem o campo.

Na súmula divulgada pela equipe de arbitragem, foram relatadas as invasões e as bombas jogadas no campo. Jean Pierre Gonçalves Lima, árbitro do jogo, também informou que sete torcedores foram conduzidos à delegacia.

Na manhã desta quinta-feira (14), a Secretaria da Segurança do Estado de São Paulo comunicou que os autores foram conduzidos ao plantão judiciário da 6ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (DRADE), onde foi registrado um Termo Circunstanciado como promover tumulto. O caso e os autores foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal (JECRIM).

Confira a nota oficial do Santos

O Santos FC lamenta os fatos ocorridos ao final da partida contra o Corinthians, na noite de quarta-feira (13), na Vila Belmiro. O Clube não pode compactuar com atitudes agressivas, contra tudo o que o esporte prega, e lamenta ter sido palco para que vândalos travestidos de torcedores agissem como marginais.

Leonardo Valeriano de Souza, Lucas da Silva Ramos, Cristopher Barbosa Barcelos, Matheus da Silva Pereira e Gabriel Andrade dos Santos foram detidos e identificados pela Polícia Militar, já tendo sido elaborados os respectivos Boletins de Ocorrência com a aplicação de pena restritiva de direitos aos mesmos, consistente em multa pecuniária em favor do Estado, denúncia junto ao Ministério Público.

Destes cinco, o Santos FC já identificou que Gabriel Andrade dos Santos pertence ao quadro de sócios do Clube e iniciará o processo de expulsão. Eventuais danos financeiros que o Clube venha a sofrer, em razão dessa ocorrência, serão cobrados judicialmente dos infratores.

O Santos FC se desculpa com toda a sua torcida, com os atletas do time adversário, com a CBF e com o público em geral que assistiu a esses atos inaceitáveis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos