Samuel Xavier vibra com boa fase no Fluminense e confiança com Diniz

Samuel Xavier marcou um dos gols do Fluminense na vitória sobre o Atlético-MG (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)


O Fluminense viveu uma "crise" nas laterais desde a chegada de Fernando Diniz. Yago Felipe e Caio Paulista foram improvisados pelos lados até que pelo menos na direita o treinador encontrasse seu nome ideal. Samuel Xavier jogou metade das partidas desde a chegada do comandante como titular. Estabelecido, marcou o primeiro gol com a camisa tricolor e ainda deu a segunda assistência na temporada na vitória por 5 a 3 sobre o Atlético-MG.

- Trabalhamos sempre com muita força. Às vezes não conseguimos praticar um futebol que a gente quer, mas o empenho e a entrega dentro de campo nunca faltam. Uma hora esse gol e a assistência iam chegar. Exalto o trabalho de toda a equipe e do professor Diniz. No campo ele conversa muito com a gente e dá muita confiança. É um pai dentro do grupo. Até porque já jogou bola e sabe o que o atleta pode dar dentro de campo. Também nos trata com muito carinho fora de campo e isso é muito importante para o nosso desempenho.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

Além do tratamento fora do campo, reforçado pela ótima relação entre jogadores e técnico, Diniz também conseguiu implementar um estilo mais parecido com o que normalmente tem nas equipes. Pesou a favor a semana completa de trabalho antes da partida com o Juventude, quando o time mal jogou pelas péssimas condições do gramado. No entanto, diante de um dos favoritos do Brasileirão, o Flu se impôs.

- O trabalho do professor é muito forte e ele tem cobrado muito esse estilo de jogo. Em alguns jogos conseguimos fazer, como hoje e no clássico. Infelizmente (contra o Flamengo), não conseguimos a vitória, mas foi uma boa partida. Contra o Juventude, o estado do campo não tinha como fazer. Antes do jogo contra o Juventude, foi uma semana muito bem trabalhada, uma das melhores de confiança e não teve. Isso é bom para a equipe, para o professor Diniz e para dar confiança para todos na próxima partida - disse.

Contra o Atlético, Samuel Xavier teve 90 minutos em campo com um desarme, três cortes, três duelos ganhos no chão e um aéreo. Além disso, sofreu uma falta, perdeu a posse seis vezes, teve 88% de precisão nos passes e deu dois passes decisivos, além de criar duas grandes chances. O lateral teve duas finalizações na partida.

- Sabemos da qualidade da equipe do Atlético-MG. Estudamos bastante logo depois do jogo contra o Juventude. O professor Diniz trabalhou bastante e passou todas as características dos jogadores e da forma que eles jogavam. Estudamos bastante o jogo deles contra o Palmeiras. Então, entramos bem preparados para a partida. Hoje, também, fomos felizes nas oportunidades e, isso, é muito importante, porque a nossa equipe cria e conseguimos concluir em gols - completou.

O Fluminense sob o comando de Fernando Diniz tem 10 jogos, seis vitórias, dois empates e duas derrotas. São 24 gols marcados e 10 sofridos. Com o resultado, o Flu sobe na tabela e vai para sétimo, com 14 pontos, e agora jogará novamente em casa. No sábado, recebe o Atlético-GO às 19h, pela 11ª rodada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos