Sainz é o mais rápido; Verstappen é 2º no primeiro dia do GP da Itália

*ARQUIVO* SAO PAULO - SP - BR, 11-07-2018, 10h00: GP BRASIL DE F1. O piloto holandes, Max Verstappen, da equipe Red Bull, durante o treino classificatório do GP Brasil de F1, realizado no autódromo de Interlagos. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
*ARQUIVO* SAO PAULO - SP - BR, 11-07-2018, 10h00: GP BRASIL DE F1. O piloto holandes, Max Verstappen, da equipe Red Bull, durante o treino classificatório do GP Brasil de F1, realizado no autódromo de Interlagos. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Correndo em casa, a Ferrari terminou com o melhor tempo no primeiro dia de treinos livres do GP da Itália da Fórmula 1, nesta sexta-feira (9). Em Monza, Carlos Sainz foi o mais rápido da tarde ao registrar sua melhor volta em 1m21s664. O espanhol foi seguido pelo atual campeão e líder da temporada, Max Verstappen, que frustrou uma dobradinha da escuderia italiana.

Charles Leclerc, da Ferrari, completou o pódio da atividade. Lando Norris, da McLaren, e George Russell, terminaram no top 5 do TL2. No treino da manhã, o monegasco de 24 anos registrou o melhor tempo, seguido pelo seu companheiro de equipe Sainz.

A escuderia italiana está correndo no circuito da Itália com uma pintura especial, com detalhes em amarelo, comemorando os 75 anos da marca. Os pilotos também estão vestindo macacões e capacetes nesta cor, escolhida por homenagear o logotipo original da Ferrari.

O TL2

A sessão da tarde começou com Verstappen assumindo a ponta logo no começo, assim como já havia cedo pela manhã. Ele era seguido pela dupla da Ferrari, Leclerc e Sainz, nas primeiras posições.

A maioria dos pilotos optou por iniciar com pneus médios e mudaram para os macios durante a atividade. Perto da metade do treino, Mick Schumacher teve um problema de potência no carro e precisou parar na lateral da pista.

Embora o alemão da Haas não tenha batido, o episódio acarretou em bandeira vermelha e interrompeu as atividades por cerca de seis minutos. O treino voltou faltando pouco mais de 20 minutos, com os pilotos voltando a fazer testes nos carros e na pista em preparação para as sessões decisivas de sábado (10).

Após a retomada do treino, Sainz registrou o melhor tempo e passou à frente do atual líder da temporada. O TL2 terminou sem grandes mudanças na reta final, com Leclerc em terceiro, seguido por Norris e Russell fechando as cinco primeiras posições. O heptacampeão da categoria, Lewis Hamilton, foi o sétimo.

O TL1

Durante a manhã, no primeiro treino livre do GP da Itália, a Ferrari conseguiu uma dobradinha. Com sua melhor volta em 1m22s410, Charles Leclerc foi o mais rápido, seguido pelo espanhol Carlos Sainz, com 1m22s487.

George Russell, da Mercedes, terminou na posição mais baixa do pódio da atividade, com Lewis Hamilton e Max Verstappen, respectivamente, completando o top 5.

Antes do início da atividade, a categoria prestou homenagem à Rainha Elizabeth 2ª, que morreu na quinta (8), aos 96 anos. Com tempo bom e pista seca, o treino começou com a maioria dos pilotos escolhendo entre pneus duros e médios. E Verstappen já assumiu a ponta logo nos primeiros minutos da sessão.

O holandês de 24 anos ficou alternando nas primeiras posições com outros pilotos até que se firmou na dianteira, inclusive melhorando o tempo de suas voltas. E foi lá onde ele ficou até cerca da metade do treino, quando foi ultrapassado por Leclerc.

A partir de então, o monegasco da Ferrari permaneceu na liderança até o final da atividade. Após a marca dos 20 minutos finais, seu companheiro de equipe, Carlos Sainz, e George Russel, da Mercedes, também deixaram Verstappen para trás. Logo depois, o heptacampeão da F1, Lewis Hamilton, que estava com tempos discretos, assumiu a quarta colocação.

Todo o TL1 aconteceu sem incidentes que acarretassem em bandeiras amarelas ou vermelhas.

O GP

O Grande Prêmio da Itália é a 16ª corrida da temporada de 2022 da F1. Até então, Verstappen é o líder isolado, com 310 pontos, mais de 100 de distância de Charles Leclerc e Sergio Pérez, próximos na lista e ambos com 201.

Neste sábado (10), o TL3 está marcado para iniciar às 8h (de Brasília), com o classificatório acontecendo às 10h30. O GP propriamente dito será no domingo (11), às 9h30.

Assim como no último GP, alguns pilotos irão para a corrida em Monza com penalidades devido a mudanças no carro. Hamilton, Verstappen e Pérez estão entre os que foram penalizados no grid por mudanças no motor ou na caixa de câmbio.