São Paulo bate Atlético-GO nos pênaltis e vai à final da Sul-Americana

O São Paulo se classificou para a final da Copa Sul-Americana ao vencer o Atlético Goianiense por 4 a 2 nos pênaltis nesta quinta-feira, no Morumbi, depois de uma vitória por 2 a 0 no tempo normal e do empate em 3 a 3 no placar agregado, já que o 'Dragão' tinha vencido o jogo de ida por 3 a 1.

Os dois gols do 'Tricolor' na partida foram marcados pelo meia Patrick.

Na disputa de pênaltis, o time paulita marcou com Reinaldo, Calleri, Igor Vinícius e Galoppo. Baralhas e Léo Pereira erraram para os goianos.

"Queremos a Copa e vamos lutar por isso. Temos muita esperança de levar o São Paulo ao topo, que é onde sempre tem que estar", disse Galoppo depois da classificação.

O São Paulo vai decidir a Copa Sul-Americana no dia 1º de outubro contra o Independiente del Valle, que na outra semifinal eliminou o Melgar, do Peru.

- Tudo ou nada -

Em má campanha no Campeonato Brasileiro e com uma derrota por 3 a 1 em casa para o Flamengo no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, os olhos do técnico Rogério Ceni estavam voltados para a Sul-Americana.

O trabalho não era fácil, dado o placar adverso no primeiro jogo em Goiânia, mas o São Paulo foi com tudo para pelo menos empatar o confronto e forçar uma decisão por pênaltis.

Desde o início, o 'Tricolor' pressionou o time comandado por Eduardo Baptista, contratado há dez dias para substituir o técnico Jorginho.

Logo aos quatro minutos de jogo, Patrick abriu o placar aproveitando o rebote do goleiro Renan em finalização de Luciano.

Mas a defesa do Atlético conseguiu resistir à pressão até o final do primeiro tempo.

O São Paulo empatou a série sem mudar a estratégia, mantendo a intensidade para sufocar o 'Dragão', que se despede da competição com a melhor campanha internacional de sua história

- Herói improvável -

Seus dois atacantes, Luciano e Calleri, que tinham a missão de exibir o poderio ofensivo dos paulistas, deram trabalho para Renan, mas o protagonismo estava guardado para Patrick.

Embora tenha tido destaque no vice-campeonato brasileiro do Internacional em 2020, poucos imaginavam que o meia seria peça fundamental do jogo mais importante do ano São Para o São Paulo até aqui na temporada.

Quando as portas pareciam fechadas para o 'Tricolor', Alisson cruzou da direita e Patrick se livrou da marcação de Dudu para mandar a bola para as redes.

A tranquilidade do empate permitiu que o São Paulo diminuísse o ritmo, sem que o Atlético aproveitasse esse momento.

O time goiano chegou apenas uma vez ao gol de Felipe Alvez, que saiu rápido nos pés do argentino Diego Churín para evitar a finalização do atacante.

Os últimos minutos foram de relativa calma, como se ambas as equipes preferissem decidir seu destino nos pênaltis.

Com esta classificação, o São Paulo avança para sua primeira final internacional desde 2012, quando, com Rogério Ceni como goleiro, conquistou sua única Copa Sul-Americana.

-- Ficha técnica:

Copa Sul-Americana 2022 - Semifinais - Jogo de Volta

São Paulo - Atlético Goianiense 2 - 0 (3 - 3 no agregado, 4 - 2 nos pênaltis)

Estádio: Morumbi (São Paulo)

Árbitro: Dario Herrera (ARG)

Gols:

São Paulo: Patrick (2x)

Pênaltis convertidos:

São Paulo: Reinaldo, Calleri, Igor Vinícius, Galoppo

Atlético-GO: Wellington Rato, Shaylon

Pênaltis desperdiçados: São Paulo: Luciano

Atlético-GO: Baralhas, Léo Pereira

Cartões amarelos:

Atlético-GO: Wanderson, Jefferson

Escalações:

São Paulo: Felipe Alves - Igor Vinícius, Diego Costa, Léo, Reinaldo - Rodrigo Nestor, Gabriel Neves ( Pablo Maia), Patrick (Juan), Alisson (Galoppo) - Luciano, Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

Atlético-GO: Renan - Dudu (Hayner), Wanderson, Klaus, Jefferson - Baralhas, Edson Fernando (Shaylon), Marlon Freitas, Jorginho (Léo Pereira), Wellington Rato - Diego Churín (Ricardinho). Técnico: Eduardo Baptista.

raa/cl/cb