São Paulo é absolvido da acusação de atos racistas em jogo com o Fluminense

Um são-paulino foi acusado de fazer gestos racistas direcionados aos torcedores do Fluminense (Reprodução de vídeo)


O São Paulo foi absolvido da acusação de que torcedores do clube teriam cometido atos de racismo no jogo contra o Fluminense. A Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) ofereceu uma denúncia após supostos gestos que teriam sido direcionados para a torcida visitante durante partida pelo Campeonato Brasileiro, no estádio do Morumbi.

Galeria
> Confira como estão as negociações para renovações de contratos do elenco do São Paulo

Tabela
> Veja tabela da Copa Sul-Americana

Imagens divulgadas por torcedores do clube carioca mostraram pessoas com a camisa do Tricolor na arquibancada do estádio fazendo gestos que podem ser entendidos como racistas. No mesmo dia, o São Paulo divulgou uma nota de repúdio lamentando o caso.

Segundo informações divulgadas inicialmente pelo portal "UOL" e confirmadas pelo LANCE!, a Procuradoria do STJD enquadrou o São Paulo no artigo 243-G do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê punição justamente para casos de atos discriminatórios, desdenhosos ou ultrajante, "relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".

A reportagem do L! já teria apurado que um dos acusados se apresentou voluntariamente à delegacia e alegou inocência. O outro, até então, não havia sido identificado.

Os auditores do caso entenderam que não foi possível confirmar que os gestos tiveram cunho racista. Porém, a procuradoria pode recorrer ao Tribunal Pleno.