Ruud vence Khachanov e vai à final do US Open

O tenista norueguês Casper Ruud venceu nesta sexta-feira o russo Karen Khachanov e avançou à final do US Open, onde tem chances de se tornar número 1 do ranking da ATP.

Ruud fechou o jogo em 3 sets a 1, com parciais de 7-6 (7/5), 6-2, 5-7 e 6-2, em três horas de partida na quadra central de Flushing Meadows.

Esta será a segunda final de Grand Slam do norueguês na temporada, depois de ter sido vice-campeão de Roland Garros.

"Depois de Roland Garros, com certeza já estava muito, muito feliz, mas ao mesmo tempo era humilde o suficiente para pensar que aquela poderia ser minha única final em um Grand Slam", lembrou Ruud. "Não é fácil, mas aqui estou, alguns meses depois, com uma sensação que não posso descrever com palavras"

O norueguês, aluno durante anos na academia de Rafael Nadal em Manacor (Mallorca, Espanha), superou este ano sua imagem de especialista no saibro, superfície em que conseguiu seus nove títulos da ATP, três este ano.

Nesta temporada, ele confirmou sua evolução em quadra dura com o vice-campeonato no Masters 1000 de Miami, derrotado pelo espanhol Carlos Alcaraz, e chegando a esta final de US Open.

Nesta sexta-feira, ele superou o nervosismo inicial da semifinal para derrubar o perigoso Khachanov.

"Foi outro grande jogo meu", comemorou. "Acho que nós dois estávamos um pouco nervosos no início, com alguns 'breaks' lá e cá. Este jogo era provavelmente o mais importante das nossas carreiras e com certeza há nervosismo".

"Tive a sorte de ganhar o primeiro set, o que me acalmou um pouco", lembrou o norueguês. "Fui fenomenal no segundo e no quarto, mas Karen deu um passo à frente no terceiro".

Ruud agora espera o vencedor da outra semifinal, entre Alcaraz e o americano Frances Tiafoe, para saber com quem decidirá o título.

Se o espanhol for o seu adversário, o campeão do US Open será o novo número 1 do mundo. Mas o Ruud pode chegar ao topo mesmo sem o troféu, caso o Tiafoe avance à final.

gbv/cl/cb