Ruud vai à final do US Open e se aproxima do Nº 1

USTA


O norueguês Casper Ruud, sétimo da ATP, levou um susto diante do russo Karen Khachanov, 31º, mas se garantiu na grande final do US Open e segue firme na briga pelo número 1 do mundo. Esta é a segunda final de Grand Slam de Ruud na carreira.

Em busca de seu primeiro título do Grand Slam, Ruud encarou uma batalha de 3h03 para fechar o placar em 7/6 (7-5) 6/2 5/7 6/2 tendo disparado 10 aces contra 15 do russo, que cometeu três duplas-faltas contra uma do noreuguês, que disparou 51 bolas vencedoras contra 41 do russo, que cometeu 39 erros não-forçados a 33 do norueguês.

O primeiro set foi marcado por alguns erros dos dois tenistas, bastante oscilação em games de saque e longas trocas de bolas. Nervosos, trocaram quebras entre 2º e 3º games e novamente entre 7º e 8º. Com placar igualado a disputa foi para o tiebreak onde o equilíbrio de acertos e erros permaneceu e acabou definido por uma única mini-quebra, em erro o russo, no 2º ponto e a parcial foi finalizada com um belíssimo ponto de Ruud após 55 trocas de bola.

Melhor na devolução e cometendo menos erros na segunda etapa, Ruud abriu com certa tranquilidade 5/1 no placar com quebras nos 3º e 5º games e administrou a vantagem sacando com muita solidez.

Na terceira etapa, Khachanov recuperou-se e passou a cometer menos erros, sacando melhor não foi ameaçado, mas teve breakpoint a favor no 4º game e fechou a parcial na outra oportunidade que teve, quando Ruud sacava para forçar o tiebreak.

Na quarta etapa, Ruud entrou mais agressivo, forçou o russo a salvar breakpoints já no primeiro game e abriu 5/1 com quebra sno 3º e 5º games administrando a vantagem.

Ruud aguarda pelo vencedor do duelo entre o espanhol Carlos Alcaraz e o norte-americano Frances Tiafoe. Caso Alcaraz avance à final, Ruud e o espanhol lutarão pelo título e pelo posto de número 1. Caso Tiafoe avance, Ruud precisa vencer o torneio para ser o número 1 na próxima segunda-feira.

Vice-campeão de Roland Garros há 3 meses, Ruud é o quarto tenista oriundo da Escandinávia a disputar a final do US Open e o primeiro norueguês a alcançar tal feito.