Ruud chega à final do Aberto dos EUA com vitória confiante sobre Khachanov

O norueguês Casper Ruud comemora a classificação para a final do Aberto dos EUA. REUTERS/Mike Segar

Por Amy Tennery

NOVA YORK (Reuters) - O norueguês Casper Ruud aproveitou seu poderoso forehand para chegar à sua segunda final de Grand Slam no ano, após derrotar o russo Karen Khachanov por 7-6(5) 6-2 5-7 6-2 no Aberto dos EUA, mantendo vivas suas esperanças de chegar ao topo do ranking mundial.

O primeiro norueguês a chegar à final em Flushing Meadows venceu um extraordinário rally de 55 tiros para fechar o tiebreak do primeiro set e encaminhar a vitória no Arthur Ashe Stadium.

O quinto cabeça-de-chave enfrenta a seguir o vencedor da partida entre a atual esperança da casa, Frances Tiafoe, e o terceiro cabeça-de-chave, Carlos Alcaraz, da Espanha, na final.

"Esta partida é provavelmente a maior de nossas carreiras", disse Ruud, que foi atropelado por Rafael Nadal na final de Roland Garros, em junho.

"Você precisa cuidar das oportunidades que tem, e eu consegui fazer isso hoje."

Ruud, de 23 anos, é conhecido por sua postura no saibro, mas foi igualmente eficaz nas quadras duras de Nova York, conquistando 14 pontos seguidos para construir uma vantagem de 5 a 1 em um segundo set quase impecável.

Sua forma piorou no terceiro, quando acumulou 11 erros não forçados e deu a Khachanov a quebra no set point.

No entanto, Ruud se recuperou para converter quebras no terceiro e quinto games do quarto set, e conquistou a disputa com um forehand vencedor, um dos 20 ao longo da partida.

Ruud pode saltar do número sete para o número um do mundo se erguer o troféu no domingo, ou se Tiafoe vencer Alcaraz na semifinal na sexta-feira, de acordo com a ATP.

(Reportagem de Amy Tennery em Nova York)

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS PB