Russo do UFC tem passaporte preso e não pode deixar país

Chimaev, lutador russo, mas que vive na Suécia, foi visitar sua família e não pode mais deixar a Rússia.
Chimaev, lutador russo, mas que vive na Suécia, foi visitar sua família e não pode mais deixar a Rússia. Foto (Amy Kaplan/Icon Sportswire via Getty Images)

Sensação do UFC nos últimos tempos, o lutador russo Khamzat Chimaev, que nasceu na Chechênia, região da Rússia, mas se naturalizou sueco, foi visitar sua família no país natal, mas teve seu passaporte retido assim que pousou em São Petersburgo, na Rússia, e não pode mais deixar o país.

A razão se dá pela determinação do presidente Vladimir Putin de recrutar os reservistas do exército russo para estarem de prontidão caso uma nova invasão militar tenha de ser feita contra a Ucrânia. De acordo com informações do Combate.com, Chimaev desembarcou em São Petersburgo, onde faria uma escala antes de rumar para a Chechênia, e fora convocado para o serviço militar.

Leia também:

O staff do lutador do UFC busca, através do governo da Suécia, uma forma de fazer com que Chimaev deixe o país do Leste Europeu e possa retornar à nação escandinava. O lutador viria ao Brasil no próximo dia 6, quinta-feira, onde iria acompanhar, no Rio de Janeiro, a pré-estreia do filme O Faixa Preta - A verdadeira história de Fernando Tererê, mas a viagem teve de ser cancelada por causa do imprevisto com seu documento internacional.

Ex-UFC morre de câncer aos 34 anos

Vencedor do TUF: Nations, reality show do UFC, em 2014 e lutador da maior organização de artes marciais mistas até o ano de 2019, o canadense Elias Theodorou faleceu no último mês, aos 34 anos, devido a um câncer de fígado em estágio avançado. Seu início de carreira no mundo das lutas foi impressionante, Elias Theodorou conquistou oito vitórias consecutivas e teve, no Ultimate, um cartel de oito vitórias e três derrotas. Até 2019, quando esteve presente no hall de lutadores da companhia, lutou contra nomes importantes do cenário mundial, como Eryk Anders, Dan Kelly, Cezar "Mutante" Ferreira e Sam Alvey. Sua última luta no UFC foi contra Derek Brunson, quando o canadense perdeu por decisão unânime dos juízes após três rounds de batalha em que foi dominado pelo adversário.