Rússia pede nove anos e meio de prisão para Brittney Griner

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Brittney Griner levantou de dentro de sua cela uma foto de suas companheiras de equipe do UMMC Ekaterinburg. Foto: Evgenia Novozhenina/POOL/AFP via Getty Images
Brittney Griner levantou de dentro de sua cela uma foto de suas companheiras de equipe do UMMC Ekaterinburg. Foto: Evgenia Novozhenina/POOL/AFP via Getty Images

O promotor do caso Brittney Griner pediu nove anos e meio de prisão para a estrela da WNBA e Ekaterinburg, de acordo com o que sua advogada Maria Blagovolina disse à imprensa.

A jogadora está detida em Moscou desde fevereiro acusada de contrabando por carregar um grama de óleo de cannabis na bagagem ao tentar entrar na Rússia. "Cometi um erro não intencional e espero que isso não acabe com a minha vida", disse ele.

Leia também:

Griner chegou ao tribunal em Khimki, na região de Moscou, para sua oitava audiência, enquanto o julgamento continua com as alegações finais do caso. A jogadora enfrenta uma pena de até 10 anos de prisão e o promotor só baixou o pedido de sentença em seis meses. O veredito pode sair nesta quinta-feira (4).

A pivô de 31 anos e 2,06 metros levantou de dentro de sua cela uma foto de suas companheiras de equipe do UMMC Ekaterinburg, o time de basquete russo pelo qual ela jogou durante a offseason da WNBA. Muitas jogadoras estrangeiras que jogaram por times russos, como Marta Xargay e Anna Cruz, fizeram campanha em apoio à americana.

A bicampeã olímpica de basquete pelos Estados Unidos se declarou culpada de acusações de drogas no mês passado, no que seus advogados dizem ter sido uma tentativa de assumir a responsabilidade e receber clemência se ela for considerada culpada e condenada.

O caso Griner já se tornou um problema diplomático. Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, tem recebido muita pressão para tentar trazer a jogadora de volta ao seu país. Foi até proposta uma troca de prisioneiros entre a jogadora e um ex-fuzileiro naval acusado de espionagem com um traficante de armas russo que está detido nos Estados Unidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos