Rueda detalha reaproximação com Neymar e aposta em retorno ao Santos

(Foto: C. Gavelle / PSG)


Andres Rueda, presidente do Santos, em conversa com a imprensa no CT Rei Pelé nesta quinta-feira (11) voltou a reforçar da reaproximação do clube com Neymar e apostou na volta do atacante ao clube que o revelou.

- Sobre o Neymar: logo no começo da gestão, o que a gente fez... Tentou se reaproximar daquilo que é completamente absurdo, um mal-estar do clube com o Pelé, com o Neymar. Eu procurei sim para reaproximar, chamei para um cachimbo da paz. E nos aproximamos muito. O Neymar falando alguma coisa reverbera no mundo inteiro. Eu tenho certeza que mais cedo ou mais tarde o Neymar vai voltar. É um desejo dele, sempre disse isso. A porta está aberta e tenho esperanças de que ele volte - ressalta o cartola.

Ídolo do Santos, Neymar vem se tornando ativo nas redes sociais quando o assunto é Santos. A gestão de Rueda vem se aproximando cada vez mais do jogador e também de sua família, principalmente de Neymar pai. E isso vem dando certo, tanto que o jogador vem interagindo com o Peixe nas redes sociais, além de participar de ações diretamente no clube.

A trajetória do atleta pelo time profissional do Santos durou entre 2009 e 2013. Nesse tempo, o Menino da Vila conquistou três Campeonatos Paulistas (2010, 2011 e 2012), uma Copa do Brasil (2010), uma Libertadores (2011) e uma Recopa Sul-Americana (2012). Foram 230 jogos e 138 gols.

Neymar deixou o Santos em 2013 com um recado nos vestiários: “Eu vou, mas eu volto”. Tempos depois, o jogador se afastou do clube, fez postagens polêmicas e chegou a dizer que não tem a obrigação de desejar um feliz aniversário ao clube que o revelou. O camisa 10 da Seleção Brasileira e do PSG, em certo momento, deixou de seguir o Peixe nas redes sociais. Isso aconteceu por conta de um processo do clube contra o Barcelona e que envolve o atacante na Fifa por conta de irregularidades em sua transferência.

O Santos entrou com o processo na Fifa ainda na gestão de Modesto Roma Júnior cobrando 61 milhões de Euros de indenização pela transferência sob à alegação de que os pagamentos ao pai do jogador deveriam ser repassados ao clube. O Alvinegro foi derrotado na entidade máxima do futebol, mas apelou à Corte Arbitral do Esporte (CAS), órgão com sede na Suíça. Em julho de 2020, porém, o clube espanhol anunciou que venceu o processo também no CAS. Mas, essa situação parece ter ficado no passado.

O atual jogador do PSG participou da ação da camisa 11 dada ao garoto Ângelo, da camisa 10 ao Ricardo Goulart no início da temporada, relembrou de sua passagem e seus gols pelo Peixe em lives e foi muito ativo na campanha do Santos no vice-campeonato da Libertadores em 2020.

A direção santista entende que o mercado do jogador ainda é internacional e que dificilmente conseguirá tirar Neymar da europa nos próximos três anos, mas trabalha para deixar o caminho aberto para as próximas gestões conseguirem este feito histórico.