Presidente do Santos detalha conversa com Bielsa: 'Essa relação não acabou'

Marcelo Bielsa recusou a proposta do Santos (Foto: JON SUPER / AFP)


O presidente Andres Rueda falou pela primeira vez, em reunião realizada com o Conselho Deliberativo, sobre a negociação que envolvia o técnico Marcelo Bielsa. O treinador recusou o convite do Peixe após cerca de duas semanas de negociação e frustrou os planos santistas.


O Peixe apresentou ao treinador um projeto detalhado com grande destaque para a temporada 2023 e informações minuciosas sobre a base do clube. Para não cometer erros, o Santos trabalhou com calma e discutiu cada detalhe apresentado ao técnico.

A liberdade para tomar decisões sem “responder” a um gerente de futebol foi inclusive citada. Mesmo assim, Bielsa não foi convencido e deu um retorno negativo ao clube. O cartola santista ainda prometeu novidades envolvendo o treinador.

- Eu conversei com ele mais de quatro horas. Criamos uma relação boa, boa química. Conversamos de futebol, planejamento. Eu fiquei muito contente que a maneira que eu enxergo o futebol se encaixa muito na dele. Ele ficou muito tentado e chateado de não vir para gente, doía não aceitar uma proposta do Santos. Vocês estão lutando para sair de uma situação lastimável, eu não queria que vocês perdessem isso e voltassem a ter um clube. Eu sou caro, vou pedir jogadores caros. Se não me derem, não vou estar contente. Isso vai ter frutos. Essa relação Santos Bielsa não parou - disse o presidente Rueda.

O cartola do Peixe sobre a busca por um novo técnico. Além de Bielsa, o Rueda sondou Mauricio Pellegrino, de 50 anos e Sebastián Beccacece. Vale destacar que o Peixe decidiu manter o técnico Orlando Ribeiro até o final da temporada.

- Vamos colocar pingos nos is. É hora de juntar para ajudar, para criticar está cheio. Bielsa? Se fizermos uma vaquinha para pagar 5 milhões de euros por ano, ele vem na hora, além de verba de 150 milhões por ano em reforços. Luxemburgo era vontade de uns membros do CG e de outros não. Bielsa eu conversei com ele e com todos que vocês possam imaginar de dentro e fora. Mas para trazer alguém de fora faltando 10 jogos, é arriscado. Os que temos interesse no Brasil estão empregados - afirma Rueda.