Richarlyson é condenado e paga multa após dizer que goleiro aceitou dinheiro para rebaixar o Fortaleza

Comentarista da Globo, Richarlyson falou sobre o tema em 2021 no SBT ( Foto: Reprodução)


O ex-jogador Richarlyson, ídolo do São Paulo, pagou uma multa de R$ 12 mil após ser condenado pela Justiça por ter dito que um goleiro do Fortaleza perdeu um jogo em 2003 por ter recebido um incentivo em dinheiro e que essa ação culminou no rebaixamento do Tricolor cearense.

O atual comentarista da Globo falou sobre o tema em 2021, no SBT durante o "Arena", apresentado por Benjamin Back. A informação da condenação foi noticiada pelo blog do Rogério Gentile, do "Uol".

+ Richarlyson fala abertamente sobre ser bissexual

Apesar de não citar nomes, as dicas dadas por Richarlyson levaram ao nome do ex-goleiro Jefferson Carvalhal da Silva, que defendia o gol do Fortaleza no jogo em questão. Richarlison também defendia o Tricolor naquela ocasião.

- Passei por uma situação, em 2003, Fortaleza x Ponte Preta, onde teve "mala preta". O nosso goleiro entregou o jogo. Já tinha ocorrido que ia ter "mala preta", mas ninguém sabia o jogador. Chegou no jogo, o cara deu um chutão para trás do meio de campo. O goleiro veio, o atacante estava sozinho, e ele entregou no pé do atacante. Não era aquela bola difícil que tinha gente na frente. O cara chutou antes do meio de campo - contou Richarlyson.

- Depois de muito tempo que a gente soube que era ele. Na hora [do jogo], a gente tentou ir atrás, reverter [o resultado]. Nunca que a gente ia imaginar. Depois, a gente soube - completou.

+ Richarlyson explica saída repentina de transmissão de Palmeiras e Athletico-PR após críticas da web

Na época, Jefferson negou as acusações e prometeu entrar com ação judicial, vencida um ano após o comentário.

- Infelizmente são coisas da vida nesse mundo de fake news que a gente está vivendo hoje, mas ele vai pagar até o final da alma dele essa fake news que ele propagou. Infelizmente, a gente vai ter de passar por mais essa prova na vida da gente. Os advogados já estão cuidando (do caso), entrando em contato com a emissora para um direito de resposta. A gente vai ter de aguardar na Justiça - afirmou ao portal 'Diário do Nordeste', na ocasião.