Reserva, zerado e fora da Champions: o melancólico início de temporada de Cristiano Ronaldo

Cídolo do United fala da situação de Ronaldo (OLI SCARFF / AFP)


Seis jogos, cinco começando no banco de reservas e nenhum gol marcado. O início da temporada 2022/23 para Cristiano Ronaldo tem sido dos piores, muito aquém do esperado para um dos maiores jogadores da história do futebol.

CR7 tem sido reserva no Manchester United de Erik ten Hag. O treinador holandês afirma que a ausência do português na pré-temporada pesou. Além disso, Cristiano deixou claro seu desejo de deixar os Diabos Vermelhos para jogar a Champions League, visando melhorar ainda mais seus números já incríveis no torneio.

+ Imprensa alemã critica atuações de Sadio Mané pelo Bayern de Munique

Outro fator também agrava a temporada de Cristiano Ronaldo, a proximidade do fim de sua carreira. Aos 37 anos, mesmo treinando intensamente e mantendo a forma física, o corpo do “robozão” não responde da mesma forma que outrora. E essa questão é fundamental para a filosofia do novo técnico do United, que visa a intensidade e a pressão ofensiva.

+ Olympiacos anuncia data de apresentação de Marcelo, que terá grande festa

Todos sabem da capacidade de Cristiano Ronaldo e ninguém questiona todo o seu talento, muito menos sua história no esporte. E sua permanência no Old Trafford após o fim da janela de transferências pode ter deixado a situação ainda pior.

Contudo, é ano de Copa do Mundo. E o capitão da seleção de Portugal disputará o torneio pela quinta vez na carreira. O Mundial da Fifa será realizado no meio da temporada europeia e, quem sabe, pode marcar a retomada de Cristiano Ronaldo, que pode trocar de clube em janeiro.