Reforços? Estatísticas mostram protagonismo de Erison no Botafogo

Botafogo precisa vencer para sair da zona de rebaixamento (Foto: Vitor Silva/Botafogo)


Entre os reforços para a temporada, Erison foi o nome que mais conquistou a torcida do Botafogo. E não por acaso: desde o Carioca, o centroavante vem empilhando gols e foi responsável por quase metade das comemorações alvinegras no Brasileirão até agora. Além de destaque no clube, o artilheiro também vem fazendo a diferença na Série A, antes inédita para o jogador, e figura nos rankings de estatísticas ofensivas. Assim, a diretoria se movimenta para renovar com El Toro, que se mostrou essencial para a sequência do Glorioso.

Dos 11 gols que o Botafogo marcou no Brasileirão, cinco são de Erison. Conhecido pelas finalizações potentes e precisas, o atacante já demonstrou que não precisa de todas as condições ideais para fazer bonito. No jogo contra o Flamengo, por exemplo, bastaram três toques na bola e um drible para garantir a vitória com um golaço de fora da área. No duelo contra o Fortaleza, o artilheiro aproveitou o cruzamento de Cuesta para cabecear de um ângulo inusitado. Contra o América-MG, um lance parecido fez o atacante arrancar o empate.

+ LANCE! faz balanço dos reforços do Botafogo; time chega a dez jogos com a comissão de Luís Castro

Os gols marcados renderam a Erison um dado importante. Entre todos os jogadores da Série A, o centroavante é o segundo com mais gols, atrás apenas de Calleri, do São Paulo, e empatado com Hulk, do Atlético-MG. Na estatística de gols mais assistências, o top 3 permanece, uma vez que o atleta alvinegro também serviu de garçom uma vez, em partida contra o Ceará. Os dados são do "SofaScore".

Ainda que a artilharia seja o ponto forte de Toro, o atacante também se permite arriscar. Com uma média de 2.9 finalizações por partida, Erison é o 8° jogador do Brasileirão que mais tenta acertar a caixa. E por falar em precisão, o camisa 89 é o segundo da competição que mais acerta os chutes no gol, com uma média de 1.5 por jogo. Nesta estatística, fica atrás de Calleri e na frente de Germán Cano, artilheiro do rival Fluminense.

Veja a classificação da Série A do Brasileirão

O rendimento de Erison também se traduz em pontos. Ao marcar dois gols contra o Ceará e um contra o Flamengo, ele trouxe seis dos 12 pontos totais do Botafogo no Brasileirão. Além disso, evitou a derrota para o Coelho, contabilizando mais um ponto, e participou diretamente da vitória contra o Fortaleza. Assim, é possível dizer que o Alvinegro vive uma certa "dependência" do artilheiro, que não fez parte da montagem do elenco na Era Textor, mas se mostrou uma grata surpresa. Desta forma, a diretoria já trabalha para estender o vínculo do jogador mais decisivo do Alvinegro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos