Receba! Quem é Iran Ferreira, o homem que interpreta o Luva de Pedreiro?

Luva de Pedreiro virou rapidamente um dos maiores influencers da internet (Foto: ASJ Consultoria)
Luva de Pedreiro virou rapidamente um dos maiores influencers da internet (Foto: ASJ Consultoria)

Iran Ferreira é o nome do momento, mas você o conhece pela alcunha: Luva de Pedreiro. Do interior da Bahia para o mundo, Iran virou um dos maiores fenômenos da internet e é dono do bordão mais cantarolado do país: “Receba”.

Em entrevista especial e exclusiva para o Yahoo Esportes, Iran Ferreira, o ‘Luva’ falou sobre sua trajetória até o sucesso, seus ídolos do mundo do futebol, de onde surgiu o bordão “Receba”, paixão pelo Clube de Regatas Vasco da Gama, entre outros assuntos. O influencer também sintetiza a importância do empresário Allan Jesus e a empresa de comunicação ASJ Consultoria para o engrandecimento do nome, marca, Luva de Pedreiro.

Leia também:

O Gigante da Colina o teve como garoto-propaganda em diversas ações, ajudando a promover produtos e ações em diversas plataformas digitais. Recentemente, Champions League e Roland Garros foram alguns dos eventos que pôde prestigiar.

O influenciador digital contabiliza hoje a marca de mais de 14 milhões de seguidores no Instagram, além de produtor de conteúdo, conta também como uma loja no formato e-commerce, com divulgação maciça de diversos produtos.

Como começou essa paixão pelo futebol? Fale um pouquinho sobre a sua trajetória, na sua cidade, nos campos de várzea até hoje o estrelato, fenômeno da internet.

Rapaz, falar a verdade, nós brasileiros já nascemos amando o futebol. Desde criança mesmo, eu gostava muito de assistir aos jogos da seleção, não vou mentir. Ver o Ronaldinho Gaúcho marcando aqueles golaços, isso era tudo pra mim.

Sobre a minha trajetória, eu comecei a gravar vídeos num campo de terra batida no Povoado da Tabua, Quijingue, Brasil. Tudo isso começou porque eu via muito pelo celular meus ídolos marcando golaços, e eu também queria ver no celular e na televisão. Aí eu disse pra mim mesmo: quer saber de uma, eu também vou gravar vídeos assim. E da noite pro dia os vídeos viralizaram. No começo tive muitos comentários negativos, do pessoal falando mal da minha roupa, da luva que eu usava. Mas eu não liguei porque eu sou brasileiro, e os brasileiros não desistem nunca. E graças a Deus e ao amor que eu tenho pelo futebol, eu pude superar todas essas críticas.

Hoje o pessoal me para nas ruas, onde eu vou, me reconhecem, pedem para tirar fotos, e isso me faz sentir muito orgulho da minha trajetória. Porque tudo o que eu faço é para alegrar o povo brasileiro.

Em vários vídeos, você já demonstrou sua paixão pelo Vasco, inclusive, a convite do clube, conheceu instalações e atletas. Como foi a sua estadia na cidade maravilhosa, em especial, estar bem perto de ídolos?

R: Magnífico! Sensacional! Desde criança eu sonhava um dia assistir no estádio a um jogo do Vasco. E falar a verdade, essa experiência que eu tive lá foi incrível. Agora eu já fui lá duas vezes. Na primeira conheci as instalações, os jogadores, o ídolo Roberto Dinamite, participei de um podcast, fiz vários gols, tirei fotos com as crianças. Rapaz, fiz muita coisa naquele dia. E na segunda vez, foi num jogo do Vasco, com o estádio cheio. Foi lindo demais. A torcida gritando meu nome, a vitória do time, tudo espetacular. Por isso que eu amo meu Vascão.

A desigualdade do Brasil é algo assombroso, você tem sido uma influência de esperança e inspiração para diversos jovens no Brasil. Como você vê essa ascensão social através do esporte?

Rapaz, eu sei que é muito difícil alguém que vem de baixo ter essa visibilidade toda, e eu espero ser uma inspiração para todos aqueles que sonham alcançar seus objetivos. E o que eu sempre digo para todos: não desista dos teus sonhos. Tenha fé em Deus que um dia a gente chega lá.

Quando você percebeu que seus vídeos eram virais e que conseguiria construir uma carreira, como ‘influencer’?

Rapaz, isso foi quando eu vi que meus vídeos estavam viralizando por todo lugar. Aí eu continuei gravando mais conteúdo e fui gostando. E graças a Deus, meu empresário, eu pude enfim ter uma noção de que eu poderia explorar a notoriedade desses vídeos e ser um criador de conteúdo digital.

O bordão “Receba” é um dos mais usados hoje em dia, inclusive, por nomes consagrados do futebol. O filho do Cristiano Ronaldo foi mais um que te imitou em uma publicação no Instagram. Você esperava tanto sucesso? Como surgiu o bordão? Veio de uma brincadeira? Conte para nós.

Rapaz, falar a verdade, o receba surgiu como uma forma de rebater as críticas no início. Como o pessoal da internet comentava muito sobre meus gols, me chamavam de roupa velha, me mandavam comprar uma luva de marca, eu decidi responder comemorando cada golaço com um RECEBA!. Como dizendo pra eles, receba esse golaço. E foi assim, de forma natural que surgiu o Receba.

Você em seus vídeos demonstra em ser um exímio batedor de faltas, qual foi a sua inspiração?

Rapaz, minha inspiração vem de ver os golaços marcados pelos meus ídolos, como Ronaldinho Gaúcho, Neymar, Juninho Pernambucano e Cristiano Ronaldo. Eles são magníficos!

Qual é a mensagem que você deixa para o seu fã que te segue?

Nunca deixe de sonhar. Tenha fé em Deus sempre. E lembre-se sempre de três coisas: Sonhar, Acreditar e Realizar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos