Rayssa Leal revê participação em Tóquio e se choca: "Era pequena"

Medalhista de prata em Tóquio, Rayssa Leal reviu sua participação a convite do Canal Olímpico.
Medalhista de prata em Tóquio, Rayssa Leal reviu sua participação a convite do Canal Olímpico. Foto: (Li Ga/Xinhua via Getty Images)

Depois de completar um ano da conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, realizados em 2021, a segunda colocada do Skate Street da primeira edição da modalidade em Olimpíadas, Rayssa Leal, reviu sua participação na competição a convite do Canal Olímpico e se surpreendeu com seu tamanho: "Nossa, eu era pequena, hein?".

Sem ter todos os momentos vivos em sua memória, a skatista mirim também confessou que não lembrava das manobras que havia realizado durante o torneio e, também, que mudou a sua volta no momento em que a estava fazendo, sem saber direito quais manobras iria realizar: "Eu lembrei agora que mudei minha volta na hora, não sabia direito o que ia fazer. Competição pra mim é como se eu estivesse num parque de diversão".

Leia também:

Durante a entrevista concedida para o canal oficial dos Jogos Olímpicos, Rayssa fez questão de pontuar o abraço apertado que deu em sua mãe, Lilian, ao fim da competição, quando teve conhecimento de que havia conquistado o segundo lugar na modalidade: "Eu lembro que nessa hora ela estava falando para eu não chorar, mas ela achou que eu estava triste por não ter conseguido o primeiro lugar. E na verdade eu estava chorando de alegria, estava bem, estava de boa".

Doação de Rayssa possibilitou ONG de skate ter sede

No começo do mês, Rayssa Leal doou 50 mil dólares, que recebeu pelo prêmio Espírito Olímpico, à ONG Social Skate, que fica em Poá, na Grande São Paulo. A doação da medalhista de prata permitiu que a entidade tivesse uma nova sede, conforme conta Sandro Testinha, presidente da ONG: "É um espaço bem amplo, bem confortável. Agora está em obras ainda, mas quase tudo pronto para receber a galera de novo e agora com muito mais espaço, mais conforto, onde a galera vai poder ter todas as atividades que já existiam e muito mais. Tudo isso graças a magia do esporte, ainda mais a Rayssa Leal, a fadinha representando tudo isso. Ela colocou o Brasil inteiro para gostar mais e mais de skate. Obrigado Rayssa Leal, em breve esse espaço aqui vai estar cheio de crianças se divertindo e aprendendo através do skateboard".