Raniel celebra fim do jejum, resgata confiança no Vasco e cita reencontro com o Cruzeiro: 'Vai ser especial'

Raniel busca uma sequência como titular do Vasco na reta final da Série B (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)


Depois do triunfo sobre o Náutico, o Vasco volta suas atenções para o duelo contra o líder Cruzeiro. Quem conhece bem a Raposa é o centroavante Raniel, artilheiro da equipe carioca na temporada com 15 gols. Em entrevista coletiva, o jogador, que voltou a marcar após 40 dias, citou que a chegada do técnico Jorginho lhe deu mais confiança.

- Conversamos só um dia no treino, ele me deu total confiança. Disse para eu tentar, se eu errar a culpa é dele. Mas para eu errar tentando. Ele dá total liberdade para jogarmos e tentarmos a jogada que queremos. Isso é o que todo jogador quer - disse.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Na próxima quarta, às 21h, Raniel reecontrará o Cruzeiro, em pleno Mineirão. Foi no time celeste que o atleta se destacou e tornou-se conhecido no futebol brasileiro. Para o camisa 9, o Cruz-Maltino tem condições de voltar de Belo Horizonte com um bom resultado mesmo com a grande campanha do adversário - pode garantir o acesso na quarta.

- Quando se trata de duas equipes gigantes, tudo é possível. Não é impossível ganhar do Cruzeiro lá. Estão em um grande momento, mas precisamos ganhar para dar continuidade ao nosso trabalho. Vai ser difícil pra eles também. Quero fazer gol, mas o mais importante é o Vasco vencer - salientou, e em seguida emendou:

- Vai ser especial, o Cruzeiro foi quem me projetou, me mostrou para o futebol nacional. E aqui no Vasco está sendo minha melhor temporada de gols e jogos no profissional. Tenho carinho pelo Cruzeiro. Mas hoje eu visto a camisa do Vasco e tenho que dar meu melhor - destacou:

- Já fiz gols bonitos no Mineirão, um foi contra a Chapecoense pela Copa do Brasil, um chute de fora da área - frisou.

+ Poupar ou não? Vasco tem dilema para sequência da Série B

Vale lembrar que Raniel iniciou bem a temporada, mas caiu de rendimento e perdeu espaço. Com a chegada de Jorginho, deu fim a seca de gols e espera ter sequência nesta reta final da Série B do Brasileirão. Ele projetou a meta de 30 gols em 2022, mas ficou praticamente impossível, já que restam oito rodadas para o fim da competição.