Rafael Ramos destaca apoio da torcida do Corinthians para superar problema pessoal


Acusado de racismo pelo meia Edenílson, do Internacional, o lateral-direito do Corinthians, Rafael Ramos vive um momento delicado na sua vida pessoal, tentando provar a sua inocência.

Rafael Ramos - Corinthians
Rafael Ramos - Corinthians

Contra o Juventude, Rafael Ramos fez o seu oitavo jogo pelo Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

+ GALERIA - Jogadores da base que mais ganharam chances com VP

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Em meio a isso, o jogador voltou a atuar após duas partidas ficando apenas no banco de reservas, e foi o autor da assistência para o primeiro gol corintiano, na vitória por 2 a 0 sobre o Juventude, neste sábado (11), pelo Brasileirão.

O lateral admitiu que não está sendo uma fase boa da sua vida, mas enalteceu a ajuda do clube, colegas e da torcida o apoiando quando ele está em campo para conseguir entregar o seu melhor dentro das quatro linhas

– Toda gente sabe que não tá sendo um momento fácil para mim, nunca aconteceu na minha vida, mas com a ajuda dos meus colegas, toda gente e clube, principalmente, e quando entro em campo da torcida está sendo muito mais fácil. Fico feliz por conseguir dar o meu melhor em campo, ajudar a equipe, fazer coisas boas e dar alegrias à torcida – disse Rafael à Corinthians TV, após o triunfo deste fim de semana.

O técnico Vítor Pereira, responsável pela contratação de Ramos pelo Timão, disse que o atleta precisou se recompor desde o ocorrido no Beira Rio e também ressaltou que estava contente pela boa atuação do compatriota.

– Por ser um momento muito difícil, emocionalmente ele esteve distante, como se estivesse a viver os problemas dentro da cabeça dele, viu afetar sua dignidade como ser humano e precisou de um tempo para se recompor. Foi uma partida importante para ele, pois fez um bom jogo. Estou contente por ele, porque pode nos ajudar e é um bom jogador, excelente ser humano. Portanto, feliz por ele, sei que não foi fácil voltar, agradecer muito à nossa torcida por ter apoiado durante esse tempo e também hoje – disse o treinador corintiano em entrevista coletiva.

Rafael disse que já está acostumado ao Brasil e manifestou carinho ao Corinthians e à Fiel Torcida.

– Já estou acostumado ao país, aos torcedores desse grande clube. Gosto muito de jogar aqui, a equipe e eu nos sentimos melhor, a torcida ajuda muito a ganhar o jogo e conseguir os resultados, fico feliz em conseguir ajudar e contribuir a equipe – disse o jogador.

Na jogada em que deu a assistência para o gol de Adson, logo aos dois minutos do duelo contra o Juventude, Rafael participou de uma trama pelo lado direito que iniciou com o próprio autor do gol e também passou por Giuliano antes da assistência.

– É bom conseguir jogadas bonitas e ganhar confiança uns jogos outros, que está a faltar um pouco, mas eu acho que aos poucos dá para conseguir jogar melhor, fazer jogadas mais bonitas, e graças a Deus hoje uma delas rendeu o gol – comentou Rafael Ramos.

ENTENDA O CASO ENVOLVENDO EDENÍLSON E RAFAEL RAMOS

Durante o segundo tempo do empate em 2 a 2 entre Internacional e Corinthians, no Beira Rio, pelo Brasileirão, no último dia 14 de maio, Edenílson afirmou que teria sido chamado de macaco pelo lateral corintiano Rafael Ramos, que, por sua vez, diz ter usado a expressão "foda-se, caralho".

Rafael contratou duas perícias particulares que confirmam a sua versão, uma delas inclusive foi entregue pelo jogador durante o depoimento que deu na sede do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), na semana passada.

Na última segunda-feira (8), Edenilson também prestou depoimento na sede do TJD-SP e manteve a acusação contra Ramos.

Durante a tarde da última quarta-feira (8), o meia do Inter protestou nas suas redes sociais após o parecer inconclusivo da perícia feita pelo IGP.

– Não iriam nos calar? Já nos calaram. Se ofendidos, aceitem, engulam a seco. Finjam que não escutaram, é uma luta desleal, é uma luta INCONCLUSIVA! – escreveu o jogador em uma rede social, junto a uma foto dele com um ‘X’ na região da boca.

O atleta do Colorado também apagou todas as fotos da sua conta no Instagram e mudou nome para ‘Macaco Edenilson Andrade dos Santos’, em protesto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos