Quanto tempo um técnico tem para trabalhar?

Paulo Sousa não durou muito como técnico do Flamengo (Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images)
Paulo Sousa não durou muito como técnico do Flamengo (Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images)

O espetáculo do futebol tem como protagonistas primordiais os atletas em campo, mas a harmonia como se comportam passa diretamente por quem está fora das quatro linhas: o treinador. Não raro, este personagem sofre pela ausência de bons resultados ou más apresentações, sendo com frequência o escolhido como o único responsável. O preço, é a demissão.

Leia também:

Para quantificar o fenômeno, o Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES) levantou a duração média de técnicos por equipe nas 90 principais divisões do planeta. A data final do corte foi o dia 01 de março. Nela data, levando em conta todo o estudo, 20% dos comandantes estavam nas equipes há mais de dois anos – 39%, há menos de seis meses.

As 20 divisões com maior média de duração de treinadores nos cargos (Foto: CIES)
As 20 divisões com maior média de duração de treinadores nos cargos (Foto: CIES)

Os números variam entre uma média de 156 dias de permanência na Arábia Saudita e até 1536 na Irlanda do Norte. Pegando o recorte por continentes, a Europa leva vantagem: 506 dias de média. Embora talvez já houvesse certa percepção neste quesito, a América do Sul realmente tem dados negativos, com uma média de 303 dias de tempo no cargo. No Top-20, a Premier League aparece em 8º, com 776 dias. A La Liga é a só a 19ª, com 617 dias.

As 20 divisões com menor média de duração de treinadores nos cargos (Foto: CIES)
As 20 divisões com menor média de duração de treinadores nos cargos (Foto: CIES)

Nas ligas que têm técnicos por menos tempo no cargo, logo atrás da Primeira Divisão da Arábia Saudita (156), vem o Brasileirão, com 162 dias. Os números também não são bons para o futebol nacional quando consideramos a porcentagem de treinadores que passam menos de seis meses nas equipes. A elite nacional lidera no quesito: 76,5% dos treinadores passam menos de 180 dias nos clubes.

As 10 ligas com maior porcentagem de duração de treinadores por até seis meses (Foto: CIES)
As 10 ligas com maior porcentagem de duração de treinadores por até seis meses (Foto: CIES)

No recorte dos países que são membros da Conmebol, o Brasileirão fica em penúltimo no número de dias de treinadores no cargo – 163 dias. Só perde para o Primeira Divisão da Bolívia, que tem um dia a menos, 162. A liderança fica com a elite do Equador, com 437 dias. O estudo também aponta que como é um dos continentes que mais exporta jogadores, isso também acaba por influenciar no dado. Pelo entra e sai de atletas, os técnicos precisam adaptar o esquema de jogo com mais frequência, num ajuste constante da equipe.

Média de duração de treinadores na Conmebol (Foto: CIES)
Média de duração de treinadores na Conmebol (Foto: CIES)

Para mais detalhes e filtros sobre o estudo, há dois links disponíveis. Este, mais enxuto. Aqui, um aglutinado mensal, com outras variáveis.