Qatar marca contagem regressiva de 100 dias para a Copa do Mundo

Comitê divulgou declaração sobre protesto da seleção dinamarquesa (Foto: Divulgação/ SC Qatar 2022)


Faltam apenas 100 dias para o Qatar sediar a Copa do Mundo. Oito estádios de última geração receberão 64 partidas entre 20 de novembro e 18 de dezembro, enquanto o Qatar abriga as melhores seleções do planeta para o primeiro mundial no Oriente Médio.

Esta edição do Mundial – a 22ª da história – será transformadora para o Qatar e toda a região. O torneio entregará um legado que estabelece o padrão para futuros anfitriões de megaeventos. Para o Secretário-Geral do Comitê Supremo para Entrega e Legado do Qatar (SC), Hassan Al Thawadi, a final no Lusail Stadium, em 18 de dezembro, Dia Nacional do Qatar, será o ápice de uma viagem de 12 anos, depois que o país ganhou os direitos de hospedagem em 2010.

- Percorremos um longo caminho em um espaço de tempo relativamente curto. Sediar a Copa do Mundo acelerou o desenvolvimento do nosso país – em consonância com a Visão Nacional do Catar 2030. Construímos uma infraestrutura incrível, desenvolvemos uma indústria de esportes e eventos de classe mundial e entregamos projetos humanos e sociais para beneficiar as pessoas no Catar e em todo o mundo - ressaltou antes de completar:

- Desde o primeiro dia, dissemos que sediar a Copa do Mundo é muito mais do que futebol. Trata-se de inspirar uma geração e mostrar aos jovens de todo o Qatar e do mundo árabe que é possível chegar onde queremos chegar. Poucos de nós jamais sonharam que o Qatar sediaria um torneio desta magnitude – mas olhe para nós agora.

Nasser Al Khater, CEO da Copa do Mundo do Qatar, também tem desempenhado um papel proeminente na preparação do torneio desde a licitação. Ele diz que os fãs devem esperar uma experiência única na vida quando chegarem ao país.

- Quando os fãs chegarem ao Qatar, experimentarão nossa hospitalidade calorosa e nossa paixão pelo futebol. Se você ama futebol, este será o melhor lugar para estar – e graças à nossa natureza compacta, você poderá assistir a mais partidas do que nunca. Mesmo longe da ação no campo, haverá tanta coisa para fazer, com atrações turísticas e muitas opções de entretenimento. Eu encorajo todos a comprarem seus ingressos e a experimentarem uma Copa do Mundo como nenhuma outra na história - afirmou Al Khater.

O engenheiro-chefe, Yasir Al Jamal, também esteve envolvido nos preparativos do Qatar desde o início. Ele desempenhou um papel importante na entrega da infraestrutura do torneio, incluindo os sete estádios que o país construiu do zero, além da reconstrução da Khalifa International Stadium.

- Todos no Comitê Supremo – juntamente dos nossos muitos stakeholders – podemos estar muito orgulhosos dos projetos que tanto trabalhamos para entregar. É incrível pensar que no início dessa jornada simplesmente tivemos uma visão e ideias – agora temos infraestrutura e locais que as comunidades de todo o país estão usando todos os dias. Vemos o legado desta Copa do Mundo fazendo a diferença na vida das pessoas muito antes do grande pontapé inicial - celebrou Al Jamal.