Projeto de museu do Flamengo atrasa e tem novo prazo para inauguração; veja detalhes

Rubro-Negro e Muse Brasil projetam a entrega inicial para dezembro deste ano (Foto: Reprodução)


Entre os projetos apresentados pela gestão Rodolfo Landim na campanha da reeleição, o novo museu do Flamengo era um dos mais esperados. No entanto, as obras no local estão atrasadas e só devem ser finalizadas em dezembro, cerca de seis meses depois da primeira estimativa do Rubro-Negro.

O Flamengo apresentou o projeto em novembro do ano passado, uma semana antes de viajar para Montevidéu, visando a final da Libertadores. No edital previa-se que R$ 18 milhões fossem direcionados às obras. O evento contou com presenças de ídolos como Adílio, Andrade, Mozer e Uri Gueller.

+ Jogadores de Flamengo e Corinthians disputam prêmios na Copa do Brasil; saiba como votar

Um dos objetivos do Flamengo era tornar o museu um ponto turístico da cidade do Rio de Janeiro. Para isso, fechou parceria com a Mude Brasil, uma empresa que já cuidou da ampliação de outros locais nos mesmos moldes para gigantes europeus, como Benfica e Juventus.

Mesmo assim, o projeto acabou se arrastando mais do que as projeções. Em contato com o LANCE!, o CEO da Mude Brasil, Marcelo Fernandes, comentou sobre os próximos passos do planejamento. Além de explicar o atraso em relação ao projeto inicial, ele analisou como a empresa gere os recursos destinados à obra do museu do Flamengo.

+ Flamengo x cambistas: saiba como o clube age para evitar venda ilegal de ingressos

- Quem conduz o projeto é a empresa, é nosso dever gerir os recursos, aplicá-los no projeto do museu e construir. O atraso natural da parte de obra civil, tempo de fornecimento dos equipamentos. A pandemia afetou a cadeia de valor da industria tecnologica - disse.

Marcelo também comentou que a experiência do novo museu ser única no Brasil. Com projetos no Botafogo, Cristo Redentor e Marques de Sapucaí, a empresa promete tornar o Rubro-Negro um grande pioneiro no país.

Vale destacar que o projeto do museu do Flamengo está dividido em duas fases. Na primeira, a construção dos 1200 m² esperados, com todo o aparato sobre a história do clube. Depois dessa inauguração, Rubro-Negro e Mude Brasil esperam expansão para 2000 m².

+ João Gomes na mira! Relembre grandes vendas de crias do Flamengo

O prazo selecionado para a primeira entrega, como mencionado, é para dezembro deste ano, após o fim da temporada. De acordo com Marcelo, a expansão deve ser entregue seis meses depois, em junho, já aberto ao público.