Professor de Roni destaca amizade com jogador após cartaz viralizar em jogo do Corinthians

Professor reencontrou o aluno na Neo Química Arenal (Arte LANCE!)


Uma das cenas marcantes na transmissão da partida entre Corinthians e Fluminense, foi sem dúvidas o cartaz levantado por um professor das arquibancadas da Neo Química Arena, pedindo a camisa de um dos seus ex-alunos, o volante alvinegro Roni. O LANCE! conversou com o educador Rafael San Vicente e o momento especial que viveu com o jogador do time do coração.

+ ATUAÇÕES: Adson entra bem, e Renato Augusto conduz Corinthians à final da Copa do Brasil

- Essa história da camisa começa antes do jogo de ontem. Sempre pedi para o Roni, mas por conta da vida corrida dele como jogador e a minha como professor, nunca foi possível. E ontem indo para o jogo falei que essa seria a oportunidade. Fiz o cartaz com ajuda da minha filha e da minha esposa. Quando ele foi aquecer no segundo tempo, me viu, reconheceu e disse que voltaria. Depois do jogo, ele foi me cumprimentar e entregar a camiseta - contou. As imagens do momento acabaram repercutindo por todo o Brasil.

+ Corinthians sabe sofrer, vence o Fluminense e está na final da Copa do Brasil

DA SALA DE AULA PARA OS ESTÁDIOS

Rafael foi professor de educação física do jogador durante seis anos. Como educador do Colégio Alvorada, na Vila Formosa, Zona Leste da cidade de São Paulo, ele pôde acompanhar parte do processo da sua formação na vida escolar e na carreira futebolística.

- (O conheço) desde quando ele tinha 10 anos. E nunca mais parou de falar comigo, mesmo virando profissional. Sempre me respondeu. Nos falamos sempre - contou o professor.

-> AO VIVO E DE GRAÇA: LANCE! vai transmitir ao vivo e de graça jogos da Bundesliga a partir deste sábado. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão aqui.

Torcedor fanático do Corinthians, o educador descreveu o sentimento de poder observar o desenvolvimento do aluno com a camisa do alvinegro.

- O sonho de cada aluno é meu sonho. A alegria dele em cada jogo, é a minha alegria. É gratificante por saber o quanto ele lutou. Essa relação de professor e aluno é uma relação muito profunda, construída na troca diária pela nossa disposição de estarmos presentes com olhar atento as necessidades de cada um. Ambos os lados se fortalecem e se descobrem. Porque muitos sonhos também são meus enquanto professor. Quando eu vejo as conquistas dos meus alunos então, nos sentimos felizes e motivados - relatou Rafael.

+ Entenda a emoção de Giuliano após a classificação do Corinthians à final da Copa do Brasil

Estando há pouco menos de um mês do dia do professor, 15 de outubro, o gesto de carinho e respeito entre educador e aluno anteciparam a celebração.

- Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção - disse ele, citando uma frase de Paulo Freire.

*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães.