Principais nomes da ginástica viram sargentos da FAB

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Flávia Saraiva, Jade Barbosa e mais 68 atletas da ginástica e de outros esportes foram contratados.
Flávia Saraiva, Jade Barbosa e mais 68 atletas da ginástica e de outros esportes foram contratados. Foto: (Laurence Griffiths/Getty Images)

70 atletas de ponta do Brasil foram contratados pela FAB (Força Aérea Brasileira) como sargentos da reserva de 2ª classe. Grandes nomes da ginástica, como Flávia Saraiva e Jade Barbosa, que têm disputas de Jogos Olímpicos no currículo fazem parte da leva que receberá salário de R$ 4.770,00 do Exército Brasileiro. Mas qual a razão principal por trás desse processo de admissão dos principais nomes da ginástica artística feminina do Brasil?

O principal objetivo é a disputa dos Jogos Mundiais Militares e do Campeonato Mundial Militar das modalidades dos atletas. Os Jogos Mundiais devem acontecer apenas no ano de 2027, uma vez que a disputa prevista para 2023, que seria em Bogotá, na Colômbia, teria sido cancelada, e a ginástica artística não possui um Mundial Militar da categoria. Das mulheres, se inscreveram Flávia Saraiva, Lorrane Oliveira, Thais Fidelis, Carolyne Pedro e Jade Barbosa. Exceto Thais Fidelis, que faltou a uma avaliação e foi removida do processo seletivo, todas as atletas de ponta da modalidade feminina foram contratadas.

Leia também:

O PAAR (Programa Atletas de Alto Rendimento), as Forças Armadas contratam os atletas pelo período de um ano, mas que podem ser renovados por oito anos, algo comum de ser feito. Na categoria masculina, nomes de peso como Arthur Nory e Arthur Zanetti são contratados como sargentos desde o ano de 2016, antes, inclusive, da realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Novos atletas homens foram contratados pela FAB neste ano, como Diogo Brandão, Diogo Paz, Leonardo Matheus, Patrick Correa, Gabriel Faria Barbosa e Renkiel Neves.

Do basquete nacional, mesmo que não haja eventos militares programados da categoria, novas seleções masculina e feminina foram montadas e alguns atletas que disputam o NBB foram contratados, como Vinicius Pastor (Brasília), Rafael Hettsheimer (Bauru), Mari Dias (Ituano), Jeanne (Sesi), Gemerson (Brasília) e Betinho (Rio Claro).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos