Presidente do Santos confirma quanto paga por Luan e detalha negociação com o Corinthians: 'Levou sete minutos'

Luan ao lado do presidente do Santos (esq) (Foto: Leandro Reis/SantosFC)


O presidente do Santos, Andrés Rueda, detalhou a negociação por empréstimo envolvendo o meia Luan, que pertence ao Corinthians. O mandatário revelou que o Peixe arcará com R$100 mil por mês no pagamento dos salários do atleta até dezembro.

+ GALERIA - Relembre 10 momentos da segunda passagem de Willian pelo Timão

Ainda, o Santos tem prioridade na renovação do empréstimo com o meia, que vai até o final da temporada. Caso a parte santista opte pela sequência do jogador em 2023, passará a pagar 30% dos vencimentos do atleta, segundo apurou o LANCE!.

- O Santos paga R$ 100 mil ao Corinthians para trazê-lo até o final do ano, a gente tem prioridade na renovação por mais um ano e prioridade em comprar caso apareça algum interessado. É uma operação boa para todos. Ele tem muito potencial, acreditamos nele, na nossa estrutura, no nosso técnico… Logo, logo vamos ter muitas alegrias com o Luan - destacou Rueda em coletiva concedida no CT Rei Pelé nesta quinta-feira (11).

Se o Corinthians receber uma proposta por Luan enquanto ele estiver atuando no Santos, o Peixe ficará com 10% do valor do negócio devido a uma cláusula de vitrine estabelecida entre as diretorias.

+ TABELA - Timão briga no Brasileirão? Simule os jogos

Rueda também revelou que Duílio Monteiro Alves, presidente do Timão, foi quem iniciou as conversas para que o empréstimo fosse concretizado. Os mandatários se acertaram na sede da Federação Paulista de Futebol, em reunião da Libra, e foram necessários apenas sete minutos de diálogo entre os dois para o martelo ser batido.

- Existe uma relação excelente entre os presidentes dos clubes de São Paulo. A negociação com o Duílio levou sete minutos, foi feita na federação, na reunião da Libra. Fomos tomar café, conversamos e foi feito - concluiu Rueda.

Luan não era nome em pauta na Vila Belmiro até ser oferecido pela própria diretoria corintiana, que estava em busca de um destino em que o ex-camisa 7 pudesse jogar e se expor para uma possível venda.

Em sua apresentação na Baixada Santista, Luan negou que a noite de São Paulo o atrapalhou durante sua passagem pelo Timão e revelou não entender os motivos de não ter ganhado oportunidades com o técnico Vítor Pereira.