Presidente do Grêmio tira a pressão de Renato Gaúcho: ‘Não é o salvador da pátria’

Renato Gaúcho está de volta ao Grêmio (Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)


O técnico Renato Gaúcho é a grande novidade do Grêmio nesta reta final de Série B. Devido a crise técnica da equipe, a diretoria demitiu Roger Machado e repatriou o ídolo da torcida.

- VEJA A TABELA DA SÉRIE B

Na coletiva de imprensa, o presidente Romildo Bolzan falou sobre a relação com Renato e fez questão de amenizar o peso do treinador neste retorno.

‘Não é salvador da pátria, é um agregador do que precisamos nestas 11 partidas. Não tem perfil, modelo, atitude, liderança mais importante que o Renato. Digo mais. Ainda bem que ele é gremista e fez esse contrato de 2 meses e assumiu esse compromisso. É para poucos’, disse, antes de completar:

'O Renato vem para fazer as 11 partidas. Como gremista. Não tem passado, futuro, nada. O que posso ser objeto de construção são as 11 partidas. Que vamos trabalhar juntos neste particular até o fim. Não examinamos mais nada, apenas isso que combinamos. Diz respeito à torcida e ao Grêmio. Não vamos fazer nada que relembre o sucesso ou os problemas, se vai ser o não contratado no futuro. Isso é irrelevante. O que interessa são essas 11 partidas e foi o que combinamos’.

Pitaco

Assim que foi confirmado como treinador do Grêmio, Renato Gaúcho opinou sobre a forma do time atuar nesta sexta-feira diante do Vila Nova-GO e conversou com alguns jogadores do elenco.