Presidente da Uefa volta a criticar a ideia da Superliga da Europa

Aleksander Ceferin criticou a ideia da Superliga (Foto: FABRICE COFFRINI / AFP)


Um dia após Florentino Pérez criticar a Uefa, Aleksander Ceferin, presidente da entidade, voltou a carga contra a Superliga da Europa, ideia apoiada pelo mandatário do Real Madrid. Em entrevista ao portal "Sportni SOS", o esloveno não acredita que o torneio sairá do papel.

- Duvido que em 10 ou 15 anos essa ideia reapareça. Temos três presidentes de clubes que seguem reivindicando por conta de seus egos, mas, por outro lado, foram os primeiros a se inscrever na Champions League por medo de serem expulsos. Os ingleses, definitivamente, não se unirão mais, e não vejo uma competição sem eles, que são provavelmente os mais importantes da Europa.

> Veja a tabela da Champions League

O presidente da Uefa também comentou especificamente sobre as posturas de Pérez e Andrea Agnelli, mandatários de Real Madrid e Juventus, respectivamente.

- Foram dias de tormenta. Quando chegar o momento, poderei falar mais a respeito ou escrever um livro que seria muito interessante. Recebi chamadas de apoio, ameaças. Não tenho nenhuma relação com Agnelli, e antes não tinha muito com Florentino. Na final da Champions, nos despedimos corretamente. Conversamos e não tocamos na Superliga.

Quando a ideia da Superliga veio à tona, Ceferin foi o principal nome contrário a competição. Com a pressão da Fifa, da Uefa e de diversos torcedores, os clubes que haviam aderido a ideia do novo torneio começaram a abandonar o barco, mas Real Madrid, Barcelona e Juventus permanecem fiéis.