Presidente do Corinthians acha que o futebol feminino tem conquistado reconhecimento aos poucos


Presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves celebrou o tricampeonato consecutivo do clube alvinegro no Brasileirão Feminino. A conquista aconteceu na tarde deste sábado (24), quando as Brabas venceram o Internacional por 4 a 1, de virada, em Itaquera.

Duílio de Juliete
Duílio de Juliete

No ano passado, Duílio cumpriu um desafio da goleira Kemeli e postou pra foto de óculos escuro após as Brabas conquistarem a América pela segunda vez (Foto: Divulgação/Corinthians)

Além do triunfo, o jogo contou com mais de 41 mil torcedores e registrou o recorde de público em uma partida da categoria.

Aos cofres corintianos, o título rendeu R$ 1 milhão, três vezes mais do que o valor que inicialmente seria pago, que igualaria os R$ 290 mi da última temporada, quando as corintianas também se sagraram campeãs.

Duílio ainda vê pontos de melhorias na relação com os premiações e reconhecimento, principalmente através das federações e confederações.

- A gente vai vendo reconhecimento, apoio de todas as partes. A CBF entendeu isso, caminho sem volta, é um futebol bonito apresentado, ofensivo, a gente vê grandes jogos no futebol feminino. E eles estão valorizando, é lógico, passo a passo, não da forma como a gente queria, mas melhorou bastante. Estão dando R$ 1 milhão para o campeão, R$ 500 mil para o vice, R$ 5 milhões distribuídos até o oitavo colocado. Então, já é um valor expressivo, já ajuda. E agora a gente passa a ter os patrocinadores, com o tamanho que a categoria vai crescendo, a gente vai tendo mais patrocinadores, audiência de televisão, rádios. A torcida do Corinthians, não gosto de falar das outras, porque a do Corinthians sempre foi assim, mas os outros clubes também. Estive na semifinal, no Allianz (Parque) tinha 30 mil pessoas, em Porto Alegre 36 mil pessoas, parabenizando as torcidas e os clubes que estão investindo, porque só assim conseguiremos fazer um futebol feminino forte no Brasil - disse Duílio na zona mista após a vitória.

Para o mandatário corintiano, o intuito agora é contribuir até com outros clubes, para fomentar ainda mais a competitividade e a valorização do produto.

- Tudo o que o Corinthians fez nos últimos anos, desde 2016, com um parceria, depois de 2018, com o futebol sendo 100% administrado pelo clube, o feminino. A gente sempre trabalha com a Cris (Gambaré), que é a nossa diretora, que faz um trabalho incrível, com o propósito de melhorar a categoria como um todo, não só o Corinthians. A gente entende que para ter um futebol feminino forte não adianta um, dois ou três clubes terem times - disse o presidente corintiano.

Se ainda não conquistou títulos no futebol masculino, o feminino na gestão de Duílio, que se encerra no fim do ano que vem, teve até agora: dois títulos paulistas, três brasileiros, uma Supercopa do Brasil e uma Libertadores.