Precisando quebrar tabu de 2 meses para respirar no Brasileirão, São Paulo estuda mudanças em Cuiabá

Ceni conversa com Léo e Diego Costa em treino no CT da Barra Funda deste sábado (Foto: Divulgação/ São Paulo FC)


A fase não podia ser pior para o São Paulo. Depois de ser derrotado por 3 a 1 pelo Atlético-GO no duelo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana, na última quinta-feira (31/8), e acumular quatro tropeços seguidos, o Tricolor fez neste sábado (3) o único treino no CT da Barra Funda antes do jogo das 19h (de Brasília) deste domingo (4), contra o Cuiabá, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro.


GALERIA
+ Relembre nove vezes em que o São Paulo faturou alto com mecanismo de solidariedade da Fifa


E a atividade, que poderia ser encarada como uma mera formalidade rotineira, acabou ganhando contornos decisivos para o técnico Rogério Ceni, que teve de decidir qual time, afinal, deverá ser colocado em campo na capital mato-grossense.

O motivo é simples: sim, a prioridade é o jogo de volta ante o Dragão goiano na competição continental, na quinta-feira (8), no Morumbi, quando precisará vencer por dois gols de diferença para ao menos levar a disputa da vaga para a final aos pênaltis.

Entretanto, o Tricolor atravessa seu pior momento no ano, com uma brusca queda de rendimento que o fez desabar na tabela do Brasileirão (antes a prioridade do treinador). É o 13º colocado, com 29 pontos. Apenas quatro de vantagem sobre o rival de domingo, que é justamente o 17º, ou seja, o primeiro da zona de rebaixamento.

Uma decisão inesperada para Ceni e seus jogadores, que imaginavam estar mais tranquilos na competição nacional neste momento, mas que claramente sentiram o baque de se manterem vivos nas três frentes de disputa que o clube tem no ano (só o temido Flamengo também passa por isso, mas com um elenco muito mais robusto).

E a derrocada são-paulina no ano, evidenciada após o revés em Goiânia (GO), expões estatísticas muito pouco favoráveis ao clube, que para não terminar a rodada com a corda no pescoço precisará voltar a vencer fora de casa após dois meses. A última vez foi no dia 3 de julho, quando bateu justamente o Atlético-GO por 2 a 1, pelo Brasileirão.

Por essas e outras, Ceni quebra a cabeça para definir que time levar a campo na Arena Pantanal. É preciso reagir no Brasileirão ao mesmo tempo em que se necessita poupar peças para quinta.

Na única atividade que fez para o jogo deste domingo após a tragédia do Serra Dourada, nesta manhã, o treinador descobriu problemas.

Moreira passará por cirurgia e não tem data estipulada para a volta aos gramados. Com uma indisposição estomacal, o atacante Éder não participou dos trabalhos. Deve ser mais um desfalque.
O zagueiro Miranda, que se recupera de um trauma no tornozelo direito, fez trabalhos no campo sob a supervisão dos fisioterapeutas, enquanto o meia André Anderson, em recuperação de dores musculares, realizou trabalhos no gramado com a preparação física. Submetidos a cirurgia, o zagueiro Arboleda e o volante Caio seguem os cronogramas de recuperação no Reffis, assim como o meia-atacante Nikão, que sofreu uma avulsão do músculo adutor da coxa esquerda. Todos são desfalques certos, assim como Reinaldo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

No treinamento deste sábado, o elenco foi dividido em dois grupos. Os jogadores que atuaram por mais tempo contra o Atlético-GO realizaram uma atividade regenerativa, enquanto os demais jogadores fizeram o aquecimento e na sequência um treino coletivo, de 11 contra 11, com ajustes táticos. Houve ainda um complemento técnico, de cruzamentos, troca de passes e finalizações para o gol.

O São Paulo já viajou para Cuiabá e entre os poupados para o confronto deverá estar Igor Gomes. Expulso ainda no primeiro tempo no Serra Dourado e ofendido pela torcida, deve ganhar um respiro em meio até pedidos de integrantes da cúpula do clube por seu afastamento. Idem para o goleiro Jandrei, que falhou em um dos gols goianos e também vem sendo massacrado nas redes sociais.

Com isso, o Tricolor deverá jogar com Felipe Alves; Diego Costa, Ferraresi e Léo; Igor Vinícius, Pablo Maia (Gabriel Neves), Galoppo, Nestor (Patrick) e Welinton; Luciano e Calleri.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!