Do prêmio milionário à manutenção do sonho: por que o Fluminense faz 'jogo do ano' contra o Corinthians


Vale a classificação para a final da Copa do Brasil, mas não só isso. O duelo contra o Corinthians, às 20h desta quinta-feira, passou a ter tanta importância para o Fluminense que o volante Yago Felipe se referiu a ele como "o jogo do ano" e "o jogo das nossas vidas".

+ Com mistério no meio-campo, Fluminense segue preparação para encarar o Corinthians; veja imagens

- É o jogo da nossa vida. O jogo do ano, o mais decisivo que temos no momento. Tenho certeza que todos vão estar preparados para que a gente possa decidir a final. Nesses jogos os detalhes definem. Vimos alguns detalhes que bobeamos no primeiro jogo e vamos estar mais concentrados, errar o mínimo possível para sairmos vitoriosos - disse Yago Felipe, que deve ser titular na Neo Química Arena.

O Fluminense sofreu o empate no jogo de ida, no Maracanã, e precisa de uma vitória simples em Itaquera para avançar no tempo regulamentar. Um novo empate leva a decisão para os pênaltis.

A relevância do duelo se explica por três fatores principais: a premiação milionária, a paz para Fernando Diniz e o elenco, e a manutenção do sonho do bicampeonato. Abaixo, o LANCE! explica cada um desses pontos.

+ Cano se aproxima de trio histórico e busca recorde de artilharia do Fluminense no século

Premiação e alívio nas finanças

O primeiro motivo é financeiro. A classificação à final da Copa do Brasil representaria, ao menos, mais R$ 25 milhões nos cofres tricolores. Em caso de título, o valor sobe para R$ 60 milhões.

O montante destinado aos finalistas serviria para dar um alívio nas finanças e aproximar o Fluminense das metas orçamentárias. Até agora em 2022, o Tricolor soma R$ 26,6 milhões em premiação e ainda está longe de atingir a previsão orçamentária (R$ 67 milhões).

+ Por quarta final na história, Fluminense coloca à prova duas marcas na Copa do Brasil

Paz para Fernando Diniz e elenco

Antes de tudo, é importante dizer que uma eliminação para o Corinthians não colocaria o cargo de Diniz em xeque. Longe disso. O treinador mudou a cara da equipe na temporada, acumula boas atuações e conta com a confiança da torcida e da diretoria. No entanto, a queda na Copa do Brasil pode significar um desgaste na relação de olho nos próximos meses e, quem sabe, próximos anos.

Fluminense x Fortaleza - Diniz
Fluminense x Fortaleza - Diniz

Diniz busca alcançar final com o Flu (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense)

Uma classificação, pelo outro lado, aumentaria ainda mais o clima de paz para o treinador seguir com seu trabalho no Fluminense. O elenco tricolor, da mesma forma, ganharia confiança e apoio da torcida para seguir a boa campanha no Campeonato Brasileiro.

Manutenção do sonho de título

O último, e talvez mais importante, fator que explica a importância do duelo é a possível vaga na final e a manutenção do sonho do bicampeonato da Copa do Brasil.

O título torna ainda mais importante diante do cenário atual da temporada tricolor. Após o título carioca e os fracassos nos torneios sul-americanos, o Fluminense iniciou o segundo semestre com apenas duas frentes: o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

+ Veja mais notícias do Fluminense

A campanha na liga nacional é digna de elogios, é verdade, mas o título está distante. O Tricolor ocupa atualmente a quarta posição na tabela, com 45 pontos, e está a nove do líder Palmeiras. Apesar de ainda ser possível brigar pela taça, o objetivo mais real é assegurar uma vaga direta na próxima Libertadores.

A Copa do Brasil tornou-se, portanto, a oportunidade mais viável do Fluminense levantar outro troféu até o fim do ano. Apenas três jogos separam o Tricolor do título e uma vitória sobre o Corinthians é crucial para seguir sonhando.