Possível chegada de Wescley gera protesto de torcedores do Sport

(Foto: Felipe Santos/Ceará)


Parte de torcedores do Sport tem se manifestado nos últimos dias, especialmente nas redes sociais, em protesto contra a iminente chegada do atacante Wescley, jogador que teve como sua última equipe o Ceará.

>'Indesejáveis' do PSG não devem participar de pré-temporada

Isso porque o atleta de 30 anos foi acusado, no ano de 2016, de ter agredido sua ex-mulher quando a mesma estava grávida de três meses. Além disso, Wescley teria torturado a então companheira e a mantido em cárcere privado, sendo indiciado por estupro, tortura e agressão.

Uma das imagens que ganhou repercussão em meio aos protestos foi a iniciativa do próprio clube na partida contra o Salgueiro, em duelo válido pelo Campeonato Pernambucano, apontando a necessidade de combate a violência contra a mulher.

Na época, a equipe entrou em campo onde uma faixa continha os seguintes dizeres:

- Violência contra a mulher não tem VAR. É cartão vermelho.

No aspecto judicial, o processo está parado por conta de um recurso obtido pela defesa do atleta em segunda instância no Tribunal de Justiça do Ceará, aguardando julgamento. Ainda não há previsão para que o julgamento do recurso em questão seja realizado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos