'Por que os clubes não tomam o remédio amargo que o Flamengo tomou?', questiona Mauro Cezar

Jornalista exaltou a trajetória administrativa do Fla  (Foto: Reprodução/Jovem Pan)


Confrontado se uma hegemonia no futebol brasileiro entre Flamengo e Palmeiras seria saudável para o futebol brasileiro, o jornalista Mauro Cezar Pereira relembrou o processo de reconstrução do Rubro-Negro. Durante participação no programa 'Revista do Esporte Debate", da TV Cultura, ele rebateu o respondeu a pergunta questionando porque outros clubes não fazem o mesmo caminho do clube carioca.

+ Semana de Copa do Brasil! Saiba os valores das premiações fase a fase até o título

- Eu acho ótimo isso ( a hegemonia). Porque é o sucesso da boa gestão. É o sucesso de dois clubes com suas gestões, das suas maneiras, que se reestruturaram para poder contratar grandes jogadores. É o castigo para quem gasta mais do que arrecada e não corrige o rumo. Essa é a situação de vários times do futebol brasileiro. Tomara que fique os dois (Palmeiras e Flamengo) aí por muito tempo e os outros aprendam a lição e procure o melhor caminho - ressaltou.

+ Mercado fechado: confira o balanço da janela de transferências do Flamengo

Sendo um dos principais times brasileiros nas últimas temporadas, dentro e fora de campo, o Flamengo passou por uma grande reformulação administrativa, iniciada em 2013 na gestão do então presidente do clube Eduardo Bandeira de Melo.

Mauro usou o Corinthians como exemplo, clube quem tem um grande números de torcedores, mas atualmente não consegue ter o mesmo sucesso que o Rubro-Negro.

+ VP do Flamengo revela se há chance de saídas de grandes astros do elenco em 2022

- Você pega as contratações que o Flamengo tem feito, eram inimagináveis em outros anos, mas não caiu do céu. Porque o Corinthians não toma o remédio amargo que o Flamengo tomou de 2013 em diante, montado times fraquíssimos (...) O Flamengo fez vários sacrifícios durante um bom tempo. A torcida foi paciente, virou o "time do cheirinho", e agora contrata grandes jogadores porque se organizou para isso - completou.

A janela de transferências do futebol brasileiro foi fechada na última segunda-feira e teve o Flamengo como um dos protagonistas. O Rubro-Negro trouxe jogadores como Everton Cebolinha, Pulgar, Varela, e o chileno Arturo Vidal.